como definir uma persona

Aprenda como definir uma persona e potencializar seus resultados

Você sabe como definir uma persona? Esse conceito tem sido muito usado ultimamente para trabalhos de marketing mais eficientes dentro de uma empresa. Afinal, a construção de um personagem que representa seus clientes é fundamental para saber como atender as suas necessidades.

No entanto, é preciso muito estudo para criar uma persona que esteja de acordo com o perfil dos seus consumidores. Além disso, é preciso se lembrar de que isso não é a mesma coisa de ter um público-alvo.

Neste post, vamos dar algumas dicas para que você saiba como definir uma persona de acordo com seu negócio e, a partir disso, potencialize seus resultados. Confira!

Diferenças entre público-alvo e persona

Como visto, uma persona não é a mesma coisa que um público-alvo. O último é uma ideia bem mais ampla e não busca os detalhes, como hábitos e principais características de uma pessoa. Por isso, não basta apenas saber quem é o seu público, mas é necessário entender o comportamento dele, principalmente em relação à procura do seu serviço.

Primeiramente, vamos entender o que é público-alvo. Trata-se de uma projeção do tipo de cliente que pode ser atingido com seu trabalho. Isso é: faixa etária, cidadãos de uma determinada cidade ou região, entre outros fatores.

Já a persona é uma pessoa fictícia criada a partir da coleta de dados reais dos seus consumidores. Geralmente, o criador busca contato com os clientes para entender melhor o seu comportamento — por meio de uma entrevista, preenchimento de formulário, e-mails, redes sociais, entre outras maneiras de obter informações.

Com isso, é possível criar uma personalidade para quais as medidas de divulgação e atendimento de uma empresa serão direcionadas, visando atender as principais necessidades que seus clientes têm em comum. Assim, características úteis são reunidas e analisadas, como:

  • idade;
  • cidade onde mora;
  • rotina;
  • hábitos;
  • metas;
  • nível de escolaridade e/ou emprego;
  • principais objetivos;
  • problemas atuais;
  • necessidades mais urgentes.

Essa estratégia é muito usada no Marketing Digital e permite moldar as ações da empresa para conseguir solucionar com eficácia os problemas que a persona tem ao buscar os seus serviços. Com um atendimento voltado aos detalhes comportamentais dos clientes, é possível se destacar no mercado e deixar seus consumidores mais satisfeitos, o que facilita a fidelização.

Por conta das grandes alterações do comportamento do consumidor devido à transformação digital, definir um público-alvo não é mais suficiente para atender as suas expectativas. Na verdade, é necessário ir além e se colocar no lugar dele para saber qual é o serviço que gostaria de receber.

A importância de se conhecer o público

Conhecer seu próprio público só pode oferecer vantagens a um negócio. Afinal, dessa maneira é possível descobrir informações profundas sobre as necessidades dele. Por exemplo, um aluno tem muita dificuldade em uma determinada disciplina e procura por um curso que sirva de reforço.

Para chegar até a pesquisa, ele provavelmente já conheceu um método de ensino tradicional e está em busca de algo inovador para que realmente funcione. Além disso, nesse caso, considerar os motivos pelos quais ele não se dá bem com a disciplina também ajuda a encontrar o método mais favorável ao seu aprendizado.

Outro benefício de conhecer seus consumidores é a possibilidade de oferecer justamente o conteúdo que eles estão buscando. Isto é, utilizar a linguagem mais adequada, fazer perguntas e anúncios que tocam diretamente no ponto que precisa ser tratado, comunicar-se pelos canais mais indicados para aquela pessoa, desenvolver os produtos de modo que as suas necessidades sejam sanadas, entre outras atitudes.

Além disso, você acaba fazendo análises relevantes em relação ao perfil do consumidor e coleta dados que podem ser usados ao seu favor. Por exemplo, conhecimentos demográficos e comportamentais podem ajudar a ajustar seu serviço para a prospecção de novos clientes.

Passo a passo para definir a persona ideal

Sabendo da importância de aplicar essa estratégia no dia a dia corporativo, nada melhor que conferir uma maneira de pôr isso definitivamente em prática. A seguir, veja o passo a passo para definir a persona ideal para sua empresa.

Seja detalhista na descrição

A generalização, nesse momento, é a última coisa que você está procurando. Quanto mais detalhes você reunir, mais realista será na descrição do perfil predominante no consumo de seus serviços. Assim, é preciso personificar esses dados para que a construção da persona seja mais precisa, minuciosa e eficiente.

Entenda as características do “consumidor ideal”

Saber o tipo de pessoa que deseja atingir também é uma forma de caprichar na persona. Em outras palavras, conhecer seu público-alvo permite a formulação de uma pessoa fictícia mais fiel àquelas que realmente estão interessadas no seu trabalho.

Assim, caso seja necessário, vale a pena construir mais de uma persona, desde que as necessidades de cada uma delas sejam realmente consideradas e atendidas pela empresa.

Faça perguntas diretas para obter características pontuais da persona

Imagine uma entrevista na qual um jornalista quer saber mais sobre o dia a dia de uma celebridade. Pense no tipo de pergunta que ele faria. Esse é o tipo perfeito de questionamento que você pode fazer sobre sua persona. 

Entender os detalhes pessoais, assim como suas demandas, é uma maneira de fazer com que o seu negócio crie um plano focado na solução desses problemas e na satisfação de todos os consumidores.

Analise o mercado no qual o negócio está inserido

Haja vista, receber o devido destaque entre os concorrentes é um dos benefícios de construir e sincronizar os serviços de uma empresa com sua persona. No entanto, para realizar isso é necessário conhecer o mercado em que se está inserido e coletar dados sobre o comportamento dos clientes do segmento. 

Realize testes práticos baseados na persona para atestar sua precisão

Depois de montar um esboço da sua persona, você pode fazer pequenos testes para saber se o retrato é realmente fiel à maioria da descrição. Um exemplo é a implementação de medidas que atendem a uma necessidade da pessoa fictícia. Caso isso não aumente a satisfação dos seus clientes, pode ser um indício de que você se baseou em alguma informação não muito precisa.

Apostar em estratégias modernas, como definir uma persona, é uma maneira de potencializar os resultados do seu negócio e alcançar as metas que você procura para sua empresa. Por isso, não deixe de pesquisar e inovar em busca do verdadeiro sucesso.

Gostou deste conteúdo? Então, curta nossa página do Facebook e não perca nenhuma novidade!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!




Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.