8 dicas para viver de artesanato e ter sucesso no seu negócio

Viver de artesanato é possível. Mas você sabe como transformar seu trabalho em um negócio realmente lucrativo?

Neste post, você vai aprender os 7 passos para ter uma renda recorrente e fazer seu negócio de artesanato crescer de vez!

Para isso, a equipe da eduK bateu um papo com Eder Machado, consultor de marketing digital, empreendedor e criador do blog Como Vender Artesanato. Para ele, a primeira mudança está em nós mesmos, pois precisamos mudar a nossa forma de ver o artesanato:

“De técnica, o mercado está muito bem. O que falta é motivação, olhar de negócio. Ou seja, é preciso mudar a percepção de que trabalho digno é só aquele com CLT, carteira assinada”.

viver de artesanato artesã pensando enquanto trabalha

“Eu vejo um novo começo de era…”

Esse verso da música de Lulu Santos avisa que o mundo está mudando. Vemos o fenômeno do “eupreendedorismo” (eu + empreendedorismo) crescer e uma maior procura por trabalhos prazerosos, além de rentáveis.

Tanto é que os negócios inovadores, colaborativos, preocupados com o social e conceitos como economia criativa e consumo consciente invadem o mercado e nos fazem ter contato com novas maneiras de encarar os negócios.

Afinal, as pessoas estão cansadas do que é industrializado e massificado, sufocadas pelo eletrônico. Isso aumenta a busca pelo personalizado, feito à mão, artesanalmente.

E o Eder fez questão de ressaltar a questão:

“Sim, realmente há uma mudança de pensamento e no segmento de artesanato isso também está mudando. Cada vez mais, vemos experiências de pessoas que são bem-sucedidas nessa área e que conseguem viver de artesanato”.

Então, quer dizer que existe uma onda de valorização de tudo que é artesanal?

Sim! Olha que oportunidade bacana para quem ama trabalhar com as mãos – e com um mundo a ser explorado!

Na opinião de Eder, a busca por cursos de artesanato, capacitação e profissionalização da área só ajuda a alavancar o mercado ainda mais e a elevar as artesãs a outro nível.

Afinal, como viver de artesanato?

O Eder ajudou a gente a escolher as 7 melhores dicas para você fazer essa mudança na sua vida e viver de artesanato, ou seja, ganhar dinheiro fazendo o que você ama.

Cada uma delas envolve vários conhecimentos. Mas, não se preocupe, porque não vão faltar sugestões de caminhos para você se preparar, ok?

Então, vamos lá!

1. Defina seu nicho de mercado

Trabalhar com nichos é uma estratégia de negócio que você precisa adotar. Hoje, graças aos recursos disponíveis na internet, ficou bem mais fácil chegar nas pessoas que fazem parte do seu nicho de mercado.

Antes disso, você deve buscar conhecer a fundo seu público-alvo e definir uma persona para a sua marca. Essas informações vão ajudar você a fazer as segmentações necessárias e se comunicar com quem realmente importa.

Ao atuar desse jeito, as chances de o negócio crescer aumentam bastante. Você passa a atuar de forma mais direcionada em vez de perder tempo tentando conquistar todo mundo. Com mais foco, você aumenta sua produtividade e consegue se tornar um especialista.

Para definir o nicho, você também precisa ter claro quais tipos de peças deseja oferecer. Por exemplo, quem trabalha com feltro pode escolher trabalhar no nicho de maternidade ou de decoração de festas.

2. Entenda tudo que envolve a gestão do negócio

Quem nunca esteve à frente de uma empresa pode encontrar obstáculos no começo, mas nada que o investimento em capacitação não resolva.

Você precisa aprender a fazer a gestão da sua marca de artesanato, montar um plano de negócio, cuidar das finanças e tudo o que envolve o trabalho dos empreendedores.

Assim como qualquer empresa, seu negócio deve ter objetivos e metas bem definidas. Para atingi-los, a administração dos gastos, do estoque e do seu tempo de trabalho deve ser feita de forma organizada.

profissionalizar-negocio-em-artesanato-02

Em relação às despesas, por exemplo, você deve ter cuidado para não misturar as contas do empreendimento com as contas pessoais. Além disso, é importante estabelecer o seu salário e reservar o lucro das vendas para fazer o seu negócio crescer.

Fazer o controle de estoque do jeito certo é outro ponto fundamental, já que ele deve acompanhar o seu fluxo de produção para evitar perdas financeiras e compras desnecessárias.

3. Organize sua rotina

E quando se trata da gestão do tempo? Esse costuma ser um desafio diário para as artesãs!

De fato, encontrar um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é bastante desafiador. Dar conta do negócio sem abrir mão do bem-estar e dos momentos com as pessoas que você ama exige uma boa dose de organização da rotina.

Mesmo que você trabalhe em casa, é importante ter um espaço reservado para isso. E a família e aqueles que vivem com você precisam saber quais são seus horários de trabalho para não atrapalhar seu processo de criação e produção artesanal.

Se quiser aprender os passos essenciais para ter um dia a dia mais organizado, a eduK tem o curso perfeito para você, em que a expert Jo Ludwig ensina tudo o que os empreendedores criativos precisam saber sobre gestão do tempo.

Vanessa Alves, empreendedora, criadora do Ateliê Parece Gente e autora do curso Bonecas de pano: clássicos infantis da eduK, investiu em capacitação e colhe os resultados em seu trabalho. Ao ir em busca de conhecimento sobre empreendedorismo, ela aprendeu muita coisa que a levou a fazer mudanças até mesmo no modelo de suas bonecas de pano.

Graças às experiências que teve, Vanessa resolveu compartilhar excelentes dicas para quem quer empreender.

Quer outras dicas? Confira esses posts aqui do blog:

4. Acerte na precificação

Dar o preço certo para as peças é crucial para quem deseja viver de artesanato. Além de posicionar sua marca no mercado, calcular corretamente o preço de venda ajuda você a evitar prejuízos, ter um salário e garantir o lucro do negócio.

Mas é claro que ninguém nasce sabendo como precificar peças artesanais. Para tornar esse passo tão importante mais simples, a eduK preparou uma calculadora para você definir o preço de venda das suas peças automaticamente! E sabe o melhor? Ela é totalmente grátis!

Basta você preencher os campos com as informações indicadas para descobrir o preço de venda das suas peças.

>> Descubra por quanto vender o seu artesanato com a ajuda da calculadora de precificação da eduK!

profissionalizar-negócio-de-artesnanato-calculadora-de-precos

Para quem quer aprofundar seus conhecimentos e entender todos os passos do cálculo, a gente bate na tecla da capacitação mais uma vez!

Neste outro curso da Jo Ludwig, ela te ensina como cobrar pelo seu trabalho e vender o medo lucrando. A expert ainda revisa os conceitos mais importantes para essa missão, como:

  • despesas fixas e variáveis;
  • margem de lucro;
  • custos de produção;
  • e mão de obra.

5. Saiba divulgar e vender artesanato pela internet

Esqueça os altos investimentos e a necessidade de contratar um profissional especializado para viver de artesanato. Sendo um “eupreendedor”, você mesmo pode fazer um anúncio no Google, Facebook ou Instagram de forma simples, gastando pouco.

“As redes sociais são poderosíssimas e investir em anúncios no Google e Facebook dá retorno. Se meu público, que defini lá no primeiro ponto, são mulheres grávidas, eu posso mostrar meu anúncio só para esse público”, explica Eder.

Além disso, a sua própria rede de amigos e conhecidos são potenciais incríveis de vendas. O famoso boca a boca também funciona muito bem a aumentar as vendas pela internet.

Com dicas simples de como fazer uma divulgação correta, você pode alcançar um grande número de vendas diretas, inclusive sem necessidade de investir em mídia paga.

viver de artesanato redes sociais

A sugestão de Eder é começar criando um perfil no Instagram, uma página no Facebook e investir em anúncios pagos. Mas, como dissemos, nem só de anúncios vive uma marca e se conquista clientes!

Compartilhar conteúdos relevantes para o seu público, por exemplo, é uma prática que vem crescendo bastante nas redes e traz bons resultados. Afinal, ninguém quer só ver propaganda na internet; as pessoas também buscam informação e entretenimento.

“Trabalhe a sua fanpage, poste conteúdo. Voltando ao ponto do nicho: faça publicações que interessam a esse nicho. Atraindo a atenção do seu público, posteriormente, a venda vai acontecer”, reforça Eder.

Desenvolver essas habilidades e usar ferramentas que ajudam você a tocar o negócio é sim necessário para ter resultados cada vez melhores. Na plataforma da eduK, estão disponíveis cursos para quem quer criar o próprio site e fazer anúncios na internet:

Além dos nossos cursos online, que são ministrados por experts do artesanato, o blog está recheado de conteúdos para ajudar você a dar cada novo passo com mais segurança, como estes a seguir:

Usando as redes sociais para o artesanato

Nanda Sellan é adepta da estratégia de vender artesanato pelas redes sociais e conta que dá super certo!

Na entrevista que fizemos sobre a virada na sua vida, ela conta: “eu vendo sapatinho para bebê, posso procurar uma reportagem sobre maternidade e postar no meu Facebook, pois sei que minha clientela se interessa por esse assunto”.

Lu Gastal e seu patchwork de ideias é outro exemplo que vale destacar. A artesã e empresária começou divulgando seu trabalho em um blog na internet. Já foi reconhecida como Artesã do Ano e viaja pelo Brasil compartilhando seus conhecimentos com outras artesãs.

>> Veja todos os cursos da Lu Gastal na eduK!

Instagram

É uma ferramenta genial para o pequeno empreendedor, sobretudo para quem trabalha com criatividade. Afinal, o Instagram é muito visual!

O importante aqui é fazer posts com frequência. Nesse sentido, estabeleça um calendário de postagens com intervalos que façam sentido para você. Ou seja, vale mais a consistência do que a quantidade.

Por exemplo, postar muito em um único dia e nada durante semanas deixa seu público sem saber o que esperar. Distribua seus conteúdos de forma equilibrada e mostre que você está ativo.

Tirar fotos de qualidade para mostrar seu trabalho também faz uma diferença enorme. Elas precisam ter boa resolução, ângulos diferentes e sugerir formas de usar a peça.

Pinterest

O Pinterest é uma rede social superimportante para quem trabalha com inspiração e todos os tipos de “coisas bonitas”. Por isso, vale a pena abusar dessa ferramenta não só para divulgar suas peças, mas para buscar ideias e referências.

Além disso, o sistema de busca por palavras-chave do Pinterest pode fazer com que seu artesanato seja encontrado em várias partes do Brasil e do mundo.

WhatsApp

O WhastApp para negócios é uma ferramenta de aproximação, para manter o relacionamento com quem já é cliente.

Sendo assim, divulgar as novidades por meio das listas de transmissões é uma boa. As pessoas também podem compartilhar as mensagens, aumentando o poder de alcance do seu conteúdo.

Eder indica o uso do WhatsApp principalmente no pós-venda, pois “as vantagens são a resposta imediata e a aproximação com o cliente”. Até porque, para viver de artesanato, é mais conveniente manter um cliente fiel, do que investir para conquistar um novo.

YouTube

É considerado o segundo maior buscador do mundo, só perde para o Google. E os vídeos são ótimos para valorizar ainda mais o seu trabalho, mostrando o ateliê, o ambiente de trabalho e o processo por trás da produção de seu produto.

Essa rede é muita vantajosa principalmente para quem pretende ganhar dinheiro ensinando sua técnica e compartilhando suas experiências.

Inclusive, dar aulas para ensinar o que você sabe é outra forma de ganhar dinheiro com artesanato que pode fazer parte das atividades do seu negócio.

6. Mostre o valor do seu trabalho para os clientes

Existem duas variáveis que o artesão coloca em seu trabalho e muitas vezes não sabe valorizar da forma adequada: habilidade e tempo. Por isso, é importante se posicionar como profissional.

O que você faz tem extremo valor. Não é qualquer um que tem talento e disciplina para viver de artesanato. Assim, defina seus horários de trabalho e respeite-os, tenha responsabilidade com seus clientes, respeite prazos.

É preciso aprender a fazer a gestão do tempo de forma profissional.

Você valoriza seu trabalho como artesã? Então repasse essa valorização aos clientes. Isso é viver de artesanato! No fim das contas, repassar o valor do seu trabalho para os clientes depende de uma conscientização.

Leve em conta os diferenciais dos seus produtos, o conceito da marca e todos os investimentos feitos em capacitação. E tudo isso deve se refletir no preço de venda.

7. Pense no futuro

Conforme as experiências vão sendo acumuladas, explorar mais a fundo a sua criatividade é essencial. Você pode começar a criar suas próprias peças, desenvolver e vetorizar moldes, além de elaborar novas técnicas a partir da experimentação.

Além disso, outra opção para quem curte ensinar é vender projetos, apostilas, dar aulas. Isso é legal, pois a pessoa que ensina tem por obrigação se manter atualizada e aprimorar suas técnicas.

Dessa forma, você passa a ter qualidades extras para se tornar referência no mercado.

Mas você não precisa parar de produzir, mas tocar as atividades em paralelo. Se relacione e procure contatos. Tudo é inspiração!

Para mexer no lado criativo, visite feiras, vá ao cinema, leia revistas e livros, observe a natureza. O grande segredo aqui, que vem com um pouco de prática, é saber como juntar essas informações e traduzi-las em seu produto e sua marca.

viver de artesanato empreendedora

8. Enxergue-se como empreendedora

Você pode e deve trabalhar com aquilo que lhe dá prazer, não há nada de errado em ser remunerado com aquilo que você ama!

>> Já conhece nosso guia de como se tornar MEI e crescer como empreendedor?

Aqui na eduK, nosso lema é “Viva da sua paixão” e, diariamente, a gente acompanha dezenas de histórias de sucesso e superação de quem também sempre teve o sonho de viver de artesanato.

“O ‘eupreendedor’ tem que estar focado em todas as partes do negócio para mantê-lo funcionando”, ressalta Eder.

Para ajudar você nesse caminho, a eduK oferece centenas de cursos de artesanato que abordam tanto as técnicas quanto a gestão de negócios criativos. Não deixe de conferir!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!




    55 Comentários

      Gostei muito do seu conteúdo!

        Ficamos felizes de saber =)
        Temos muitas dicas importantes aqui no blog para quem quer viver de artesanato. Assine nossa newsletter pra receber dicas e conteúdos gratuitos ❤️

      Ótimas informações! Nesse momento precisamos nos reiventar para superar a crise!

      Adorei seu conteúdo! Parabéns pelo seu blog.

        Obrigado, Patricia!

      As dicas são excelentes, principalmente as ferramentas para divulgação do nosso artesanato. Vai além do Facebook. Adorei!

        Ei, Rose! Fico muito feliz que tenha gostado ?!
        Dá uma olhada nessas dicas incríveis de divulgação lá do site da eduK! Quem sabe te ajudam ainda mais? 😉

      otimas dica, algumas eu ja estava aplicando, outras vou começar hoje mesmo! Obrigada

      Adorei??? parabéns pelo conteúdo excelente

      As suas dicas são ótimas, gostei muito do seu site!

      Hoje em dia, ficou bem mais fácil trabalhar com artesanato, graças as mídias sociais…
      Ótimo artigo, parabéns!

      Muito excelente conteúdo! Também acredito que devemos fazer o que amamos, nos aperfeiçoarmos e gerar renda.

      O seu artigo é excelente, parabéns!

      Ótimas dicas, obrigada por compartilhar!

      Acredito que Viver de Artesanato é possível! Basta ter uma boa administração e se capacitar e estar sempre ligado as tendências e atualizações no mundo virtual.Parabéns pelo post!

      Excelente dicas! Trabalhar com artesanato está cada vez mais fácil, graças as redes sociais.

      Uma forma muito legal que esta dando o que falar é usar a lista de transmissao do whatsapp. Vendo muitto qualquer tipo de artesanato!

      Ótimas dicas! Também acredito que é possível viver fazendo o amamos e para isso o primeiro passo é acreditar no nosso trabalho. Parabéns pelo artigo, ajudou muito!

      Olá,
      Trata-se de informar o público em geral que a Sra. Mabel Nasiru, um credor de empréstimo privado abriu uma oportunidade financeira para todos que precisam de qualquer ajuda financeira. Eu dou para fora o empréstimo à taxa de interesse de 2% aos indivíduos, às empresas e às companhias sob um termos e uma condição claros e compreensíveis. Entre em contato conosco por e-mail para que possamos dar-lhe nossos termos e condições de empréstimo em: (redeemersloanfirm@gmail.com)

      Preciso ter um site para vender mais meus artesanatos. Mais preciso de ajuda pra entender melhor como funciona.

      Conteúdo relevante! Parabéns pelas dicas!! Adorei o site, vou estudar cada passo e tentar colocar em prática. Hoje em dia faço anúncios em sites como http://www.elo7.com.br, http://www.classificadoslocais.com.br e olx.com.br e tenho até um bom retorno mas acredito que possa melhorar muito pois lendo o artigo vejo que tenho muita coisa para fazer.

      gostei mesmo adoro aprender e sei fazer muitas coisas mas ganhar dinheiro nada só gasto pois compro logo o material e vou fazer acho lindo perfeito mas nunca querem pagar nem o que gastei realmente e difícil… mas essas dicas são maravilhosas obrigada

      Olá, boa tarde. Como preciso de todas essas dicas e muito mais. Faço artesanato nos fins de semana pois trabalho em outro segmento. Estou planejando no fim do ano sair do meu emprego e montar meu ateliê. Confesso que estou perdida sem saber como começar. Preciso realmente de ajuda. Abraços..

      Olá gostei muito das dicas,mas ainda tenho muitas duvidas e moro em uma cidade q não há acesso a cursos de artesanato p aprofundamento, tenho um trabalho fixo e gostaria de me afastar,ja fiz um curso pela Eduk sobre feltros e amei mas n tenho tempo p realizar o artesanato e me sinto frustrada pois quero fazer novos cursos mas estou amarrada e só passo vontade, estou muito insegura. E os profissionais nos deixam mais ansiosas, porq passam amor, conhecimento e respeito pelo trabalho. Obrigada

      Muito obrigada pelas dicas, vou colocar em pratica para o meu negocio crescer…

      Olá, gostaria de deixar uma pergunta que pr mim está sendo bem importante entender: quando é a hora de começar a comprar tecidos e outros insumos direto do fornecedor, conseguindo preço melhor mas ao mesmo tendo comprando mais quantidade e deixar de comprar em lojas de tecidos, comprando de metro em metro e pagando em geral, o dobro do preço do que seria direto de fábrica?
      A dúvida surge também porque há um grande investimento para se fazer isso, quando é a hora certa?

      Achei interessante, grande valia essas dcas ,pois pretendo montar um atelier para produzir pessas infantis é minha verdadeira paixão, tenho aprendido muito com todos.Obrigada pelas dicas.

      muito boa essa matéria!!!! preciso procurar o Sebrae de minha cidade e fazer o empretec….acrecito ser maravilhoso esse curso!
      Grata pelas dicas
      Juliana – Atelie JujueGigi

      gostei bastante das dicas.

      Essas dicas me aninam e abrem a visão para seguir em frente com meus sonhos. Perto dos 50 anos estou tendo que recomeçar minha vida. Todo esse conteúdo é muito precioso pra mim.

      Li cada palavra,tentei reter o máximo passado,mas já tenho uma página no face e fico sem entender o porquê de tantas curtidas que recebo,mas encomenda não acontece.As pessoas elogiam,mas quando aparece alguém querendo comprar desiste na hora do valor do frete.Estou perdida.Vou fazer de tudo para seguir as DICAS dadas e já agradeço.

      Muito interessante essas dicas!! Eder assisto tudo que posso das suas dicas, e cobfesso que me ajudou e ajuda muito. Estou melhorando dia a dia. E a eduk junto com os professores me ajudam muitooo. Muito obrigada! !!

      Excelentes dicas. Concordo que o primeiro passo é nos valorizarmos, só assim as pessoas nos respeitarão como empreendedores. A capacitação também muitíssimo importante. Ainda tenho dificuldades na divulgação, mas já aprendi muito.
      Obrigada por compartilhar.

      Amei as dicas!

      Gostei de suas dicas. Tem que ficar atento a todas as oportunidades e acreditar no seu trabalho.

      muito bom mesmo as dicas de vocês ,esta abrindo novos leques em nossas vidas ,oportunidades que não faltam na eduk ,uma faculdade para a vida toda ,idéias geniais ,para quem pretende empreender novas profisssões ,uma renda extra obrigado eduk,agradeço a eduk em compartilhar dicas em negócios ,para que assim podemos almejar o futuro e sucesso .

      Muito bom receber suas dicas. Sempre gostei de trabalhar com artesanato, mas com minha nova Duncan não há mais tempo o bastante.
      Um abraço

      Muito legal e bem explicado! Essas dicas foram decisivas para levar a sério meu negócio próprio! Mesmo não sendo de artesanato mas sendo de pizzas! Minha produção ainda é artesanal. Obrigada pelas dicas, foram muito uteis.

      Muito bom, como sempre! O Éder é 10!!! Obrigada, Edik!

      estou pensando em sair do meu trbalho de carteira assinada, pois prefiro trabalhar em casa, mas ñao sei como começar, gostaria de receber algumas dicas., por onde começar. obrigada.

      amei, estas dicas,infelizmente não aprendi ainda colocar preços justos nos meus trabalhos e por isto sempre perco dinheiro quando vendo meus trabalhos!

      valeu eder adoro sempre as suas dicas 😉

      Bem objetivos e fácil de compreender a dinâmica de ser bem sucedido com sua arte!

      Boa noite. Muito boa suas dicas Eder, são detalhes importantes que as vezes não valorizamos e fazem toda diferença em nossos negocios. Abri uma lojinha em um bairro mas terei que fechar as portas e voltar para casa pois não se mantém financeiramente. porém tenho uma loja virtual a qual seguirei suas dicas. Obrigado

      Dicas maravilhosas. Tem muitas que eu já faço, mas ainda falta muito.

        Ellen, fico feliz que tenha gostado das dicas. E mais feliz ainda de saber que você já segue alguns dos ensinamentos do Eder! Você diz que ainda falta muito, conta mais! Quem sabe não fazemos um post com mais dicas. Espero sua resposta!

      Gostei muito das dicas do Eder. Tem horas, e não são poucas, que dá vontade de desistir dessa profissão, por que achamos que as pessoas não valorizam, quando somos nós mesmos que não damos o devido valor! Começar a olhar a nossa própria profissão com outros olhos, é o primeiro passo pra erguer a cabeça e não desistir! Como disse o Eder… Obrigada por compartilhar!!! Sou mega Fã da EduK!!! =D

        Oi Dani, puxa, como têm força as suas palavras. É isso mesmo, é preciso ter orgulho dessa profissão linda. Você já viu a campanha que lançamos pela valorização do artesão? Corre lá na nossa página do Facebook e compartilha, marque seus amigos, vamos espalhar o #orgulhodeserartesã.

      Olá, sou a Crica Marquês artesã e empreendedora há 14 anos, muitos caminhos trilhados e desafios superados e novos projetos a vista.
      O Eder Machado vsabe o que fala sou aluna dela no infocriativo, com ele pyde ter uma visão de como vender meu conhecimento vua online de forma organizada e simples.
      Como empresária a capacitação não deve ser esquecida e Sempre de olho no mercado que nos cerca.
      Sucesso pra nós.

        Eu estou toda perdida muitas coisas entendo outras não, faço uma.mistura de dinheiro do.meu trabalho com o dinheiro da minha casa tem horas que fico doida sem saber pra onde correr.mas estas dicas foram maravilhosas vou tentar me organizar sozinha é muito difícil.

          Oi Silmara, sim, no início ficamos perdidas. Busque capacitação e organize as finanças. É fundamental separar o que é da empresa e o que é pessoal!

        Oi Crica! Que legal conhecer um trecho breve da sua trajetória de sucesso! Obrigada por dividir com a gente.

      Excelentes dicas do Eder! Penso que tudo comeca na nossa propria valorizacao, acreditando no nosso trabalho e no potencial do nosso negocio. Seguindo essas dicas com certeza teremos resultado de sucesso!

        Oi Claudia, adorei a sua mensagem. Uma injeção de ânimo! Vamos valorizar mais o trabalho dos artesãos! Você viu que lançamos uma campanha? Está na nossa página no Facebook. Nos ajude a compartilhar essa ideia: #orgulhodeserartesã

    Fale o que você pensa

    O seu endereço de e-mail não será publicado.