Bem-vindo ao mundo encantado da artesã Amanda Pin

A Amanda Pin é uma pessoa encantadora. Quem já conhece seu trabalho e seus cursos, sabe que a artesã é uma artista apaixonada pelo feito à mão, uma pessoa detalhista e cheia de coração. Ao ver seu trabalho, vai notar que transborda sentimentos e dedicação aos detalhes. Confira a entrevista que ela fez com a gente, e inspire-se para seguir sua paixão no artesanato.

Quando o artesanato entrou na sua vida?

Já na infância surgiu o gosto e fascínio pelas artes manuais. Me destacava nos trabalhos artísticos da escola envolvendo desenho e pintura, desde que me entendo por gente tenho uma mente inquieta, curiosa e sonhadora.

Ferramentas de trabalho da artesã Amanda Pin, junto com sua boneca Pin (créditos das fotos: Amanda Pin)
A boneca Amanda Pin nos acompanhou na visita do ateliê da Amanda (créditos das fotos: Amanda Pin)

Iniciei a faculdade de artes plásticas, mas logo em seguida parei, ao descobrir que estava grávida. Foi quando efetivamente iniciei minha trajetória no artesanato, há quatorze anos, ao decidir que iria fazer a decoração do quartinho do meu filho.

Já trabalhei com diversas técnicas, como disse tenho uma mente curiosa, sou do tipo autodidata, se algo me desperta interesse trato logo de tentar fazer. Amo aprender coisas novas e aplicar no meu trabalho, no meu dia a dia. Aprendizado nunca é demais.

Quais são suas fontes de inspiração?

Tudo a minha volta serve como fonte de inspiração, a natureza, música, cores… Gosto de sentir a energia e as sensações que me despertam. Também sou apaixonada pelas histórias e personagens do Tim Burton, é literalmente uma overdose de inspirações. Principalmente Alice, se tivesse que definir minha mente seria quase “O País das Maravilhas”.

Boneca em E.V.A. da Amanda Pin junto com enfeites do ateliê (créditos das fotos: Amanda Pin)
Todos os detalhes do ateliê da Amanda são pensados. E olha que lindos trabalhos! (créditos das fotos: Amanda Pin)

Como foi a decisão de ser artesã e a transição para viver de artesanato?

Desde que fiz meu primeiro curso de artesanato, pintura em madeira, na época, a arte sempre se manteve presente na minha vida, mas como hobby.

Eu relutava em assumir o artesanato como profissão, tinha os mesmos medos que a grande maioria das pessoas…

De não ter garantias, salário incerto, pensava no futuro do meu filho, medo da família me criticar, medo do fracasso, não sabia ao certo o que e como iria fazer… Enfim, relutei muito até perceber que anos se passavam e a inquietude no meu coração não se calava. Foi quando em 2008 resolvi dar mais atenção a esse chamado, não como profissão, comecei oferecendo aos amigos, aceitava encomendas, aproveitava as datas comemorativas e fazia de tudo um pouco, sem foco algum, só com a intenção de ganhar um dinheirinho extra. Mas acabei tomando gosto pela coisa ao observar a reação das pessoas com relação ao que eu produzia, o sentimento que despertava. Então fui buscar mais informações, entender como funcionava o mercado artesanal, observar o que eu gostava de fazer e há aproximadamente cinco anos, me dedico profissionalmente ao artesanato, com foco na técnica de modelagem em E.V.A.

A boneca Amanda Pin lendo o livro do mundo encantado de Pin
A boneca Amanda Pin lendo o livro do mundo encantado de Pin

Como em qualquer profissão, exige estudo, capacitação, aperfeiçoamento… Estou sempre buscando conhecimento, não só de técnica, mas também na gestão do negócio. Como, por exemplo, cursos de empreendedorismo, observando profissionais que admiro em diversas áreas, analisando o que posso fazer para melhorar o meu negócio e atingir com excelência o meu propósito, que é levar motivação e inspirações, de alguma forma, à vida das pessoas, pois pra mim nada faria sentido se não existisse essa troca de energia.

Como é a rotina do seu ateliê? Conte um pouco do seu dia a dia.

Preciso confessar que sou um pouco relapsa com rotina, não consigo me adaptar a algo muito regrado, venho tentando modificar isso aos poucos, mas normalmente decido no dia o que vou fazer, pois preciso acordar e sentir meu estado de espírito para saber o que vou produzir, tenho que estar conectada com o que vou fazer para sair bem feito, caso contrário não flui.

Mas basicamente o ateliê funciona da seguinte maneira, meu esposo trabalha comigo, dessa forma dividimos as tarefas: ele atende a loja virtual, envios, e-mails e eu fico na produção, divulgações e edições.

Como é o seu processo criativo? Como é o processo de criações de suas peças e coleções?

Minhas criações sempre partem de uma ilustração, mesmo que seja rabiscando em algum momento, pois como amo desenhar, foi uma forma que encontrei de suprir essa necessidade. Depois de idealizada a peça, analiso a estrutura e proporções do isopor, para posteriormente criar os moldes no papel sulfite e transferir para o E.V.A.

E assim, vão surgindo as peças com muita empolgação, pois cada criação vem acompanhada de uma explosão de sentimentos.

Como você organiza o ateliê, os produtos e preços?

Gosto de manter o ateliê organizado, cada coisa em seu lugar, para não perder tempo procurando algo sempre que precisar. Também tem seus espaços determinados, por exemplo, a mesa de produção e cursos, o cantinho para passar tecidos e modelar o E.V.A, meu “escritório” com meu computador e acessórios para fazer as ilustrações e o carrinho com todas as ferramentas de trabalho, (tintas, pincéis, tesouras, etc). Tudo pensando na funcionalidade do espaço.

Vista geral do ateliê da Amanda Pin lindo, organizado e detalhado
Vista geral do ateliê da artesã, lindo, organizado e detalhado

Os produtos para venda ficam na lojinha do ateliê, numa pequena sala separada, tudo embalado e precificado.

Para calcular o preço das peças sempre faço uma base do que gastei com material e o mais importante, meu tempo de trabalho. Precifico de forma diferente as peças de criação e reprodução, ou seja, a primeira peça tem um valor agregado maior, pois dedico mais do meu tempo na criação, o que consequentemente, para reproduzi-la posteriormente, será mais rápido, ocupando menos tempo.

Frascos e porta canecas com seus botões e pincéis. Tudo no lugar certo
Todo no seu lugar! Como diz a Amanda. Legal, não é?

Que dicas importantes você daria hoje para a Amanda Pin que estava começando a trabalhar com artesanato?

Primeiramente não ter medo de errar, errar faz parte da vida e aprendemos com os erros. O importante é não desistir do que se ama, do que nos faz feliz, persistir sempre, ter foco e desde o início, mesmo que seja algo pequeno, buscar capacitação, aperfeiçoamento e doar o seu melhor. Se achar que está bom, tenha certeza de que consegue ir além.

Nunca deixe de sonhar!

Sonhos motivam e todos nós somos capazes de realizar, basta ter foco e determinação. Obstáculos e dificuldades sempre irão existir, mas isso dá um gostinho ainda mais especial à vitória.

Acredite em você sempre! Potencial e habilidades todos nós temos.

Viver de artesanato é…

Trabalhar com alma, mexer com sentimentos e ter a incrível oportunidade de entregar algo além por meio da arte.

A pequena dedicatória que a Amanda fez para a eduK. Sucesso é aprender sempre!
A pequena dedicatória que a Amanda fez para a eduK. Sucesso é aprender sempre!

Felicidade me define ao ver sementinhas plantadas em diversos lugares e negócios, (ateliês/artesãos), surgindo inspirados pela forma do Atelier Amanda pin se comunicar.

Encorajar, agregar valor à vida de alguém, unir pessoas, trocar energia e ainda, fazer o que amamos… Não tem preço!

E o que inspira você a criar? Se está procurando capacitação, o catálogo da eduK dispõe de mais de 100 cursos de artesanato para você se aperfeiçoar. Se procura inspiração, pode contar com o blog para trazer para você conteúdo renovado, inovador e inspirador.

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!




    11 Comentários

      Oi Amanda, tudo bem? Me identifiquei muito com a sua trajetória, exatamente o que estou passando, só que não tenho filhos nem marido, mas a dúvida. … me identifiquei muito com tudo isso. Obrigada por ter continuado e hoje você pode mostrar pra gente que sempre da certo seguir o coração. Um abraço e tudo de bom.

      Apaixonada pelos seus trabalhos…amoo Eva

      Amei, tudo lindoo!!!

      “Nunca deixe de sonhar” adoro isso,em vários momentos de minha vida relembro desse teu conselho,afinal oque seria da vida sem seus sonhos?para mim perderiam o colorido que temos ao realiza-lo!bjks com todo carinho!

      Nossa! Amanda me identifiquei com sua história de vida!
      Gratidão !

      Como sempre a Pin é linda de bonita.
      Obrigada por nos inspirar. Você é simplesmente perfeita, não tem outra palavra para descrevê lá. Que você seja sempre fonte de inspiração para nós.
      Bjkas Krinhosas

      Parabéns Amanda! Eu que já te conheci pessoalmente, posso dizer: do seu olhar, das suas mãos…salta arte!!! Admiro seu trabalho há muito tempo… Continue assim nos inspirando e servindo de exemplo para nós artesãs de alma e coração. Beijos……..Pin!!!

      Amanda, você é um ser muito especial! Me identifico muito com sua história, também comecei com projeto personalizando o quarto dos meus filhos, depois as festinhas, até que comecei a trabalhar com artesanatos, Desde o meu início, utilizo muito de suas inspirações para meus projetos. Adoro sua forma de trabalhar e com todo cuidado em passar o que sabe e suas criações para nós artesãos, você é incrível! Sou admiradora de seus trabalhos. Parabéns e que você sempre tenha inspirações pois iluminada você já é! Beijos.

      Obrigada por estas palavras e por compartilhar conosco tudo o que tu passou para chegar até aqui e principalmente nos mostrar que devemos sonhar e acreditar para realizar sempre. Bjus no coração.

      Parabéns Pin, trabalho com muito amor e dedicação como o seu, merece muito ser valorizado, você certamente me inspira adoro sua arte, aprendo muito com você!

      Obrigada sempre pelas palavras boas como água fresca numa terra árida. Suas dicas são sempre bem vindas e meu amor e carinho por vc só aumenta cada dia.
      Parabéns querida, Te amo

    Fale o que você pensa

    O seu endereço de e-mail não será publicado.