Black Friday 2023

🔥 Descontão de 67% off!
Apenas 12x de R$ 9,90

Dias
Horas
Minutos
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Formalize o seu negócio de gastronomia: seja MEI

Seu sonho é viver formalmente da gastronomia mas não sabe bem como profissionalizar seus dotes culinários? O primeiro passo é se tornar um microempreendedor individual, ou simplesmente MEI. Essa é a forma mais interessante para quem já trabalha por conta própria e quer legalizar seu negócio de maneira rápida, fácil e com custo mensal baixo. Se esse é o seu caso, saiba que há muitas vantagens nesse processo!

Negócios no ponto!/ foto: Shutterstock
O seu negócio  no ponto!/ foto: Shutterstock

Primeiro passo

Importantíssimo: para ser MEI, seu faturamento anual não pode ser superior a R$ 60 mil e você não pode ter participação em outra empresa, nem como sócio, nem como titular. Ah: o cadastro é gratuito.

Benefícios

Além de trabalhar de forma legalizada, com o MEI você cria um CNPJ diretamente pela internet. O processo é rapidinho e não há pagamento de impostos federais. Outros pontos interessantes são o acesso a crédito facilitado, direito a aposentadoria, além de benefícios como auxílio-maternidade e auxílio-doença. Você também vai poder abrir uma conta no banco como pessoa jurídica e ainda emitir notas fiscais. Hoje, no Brasil, são mais de 5 milhões de microempreendedores individuais. Para se inscrever basta acessar o Portal do Empreendedor. Faça você também a sua empresa crescer!

Pronto, agora também sou MEI. Vamos falar sobre taxas?

No momento em que você passa a configurar a categoria de MEI, é preciso saber o quanto irá pagar:

  • Para a Previdência: R$ 44,00 por mês (isso representa 5% do salário mínimo que é reajustado no início de cada ano)
  • Para o Estado: R$ 1,00 fixo por mês, isso se a atividade for comércio ou indústria
  • Para o Município: R$ 5,00 fixos por mês, caso a atividade seja a prestação de serviços
  • Para quitar esse valor, você gera um Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) no Portal do Empreendedor e paga até o dia 20 de cada mês. Tudo isso feito pela internet!
A chef e expert da eduK Bruna Pavão é MEI!
A chef e expert da eduK, Bruna Pavão, é MEI!

Vale lembrar que, entre as obrigações do MEI, está a prestação de contas. É necessário entregar um relatório, até o dia 20 de cada mês, das receitas que obteve no mês anterior. As notas fiscais, tanto de compra como as emitidas aos clientes, devem ser anexadas. Uma vez por ano, o microempreendedor individual deve fazer uma declaração do faturamento do ano anterior. Esses formulários estão disponíveis no Portal do Empreendedor.

Agora é com você! Coloque a mão na massa e seja MEI
Agora é com você! Coloque a mão na massa e seja MEI/ crédito da foto: Shutterstock

Conta pra gente: você já é MEI? O que mudou no seu negócio depois da formalização? Se inda não é MEI,  cadastre-se aqui.

Viva da gastronomia. Viva feliz!

Comentários

Respostas de 5

  1. Aproveitando o post sobre formalização, vocês têm alguma dica no que diz respeito a abertura efetiva de um restaurante, bar e faturamento médio do setor?

  2. Estou assinando a eduk pelo segundo ano e posso dizer que estou muito contente pois já estou conseguindo cozinhar coisa que nunca fiz na vida e estou aproveitando agora para aprender pois estou aposentada e embora continue trabalhando agora estou tendo mais tempo. Tenho gostado muito dos cursos. Os professores são ótimos!

    1. Olá Maria Carolina! Ficamos muito felizes com a sua mensagem. Sempre que puder, confira nossos posts e fique à vontade para enviar sugestões. E não perca os próximos cursos de gastronomia. Estão incríveis!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Fique por dentro

Preencha os campos abaixo e não perca as nossas novidades!