doces finos organizados em bandeja para apresentação.

Descubra as melhores estratégias para trabalhar com doces finos

O brasileiro é apaixonado por doces. Não é à toa que a produção artesanal de doces é algo tradicional na cultura gastronômica do Brasil. Atire a primeira forminha quem não tem uma receita de família de brigadeiro, quindim ou pavê, sempre utilizada quando requisitada em eventos familiares ou de amigos. Mas você já pensou em utilizar essas habilidades culinárias para trabalhar com doces finos?

A fabricação de doces finos é muito valorizada pelo mercado de eventos como casamentos, batizados e encontros sociais, além de serem utilizados como presentes para datas comemorativas como Dia das Mães, dos Namorados, do Mestre e aniversários. Mesmo no dia a dia, muita gente gosta de degustar doces finos, ainda que não tenha uma data especial para celebrar.

O mercado é aquecido. Mas para encarar os doces finos como uma fonte de renda, é preciso se qualificar, buscar receitas interessantes e criar uma clientela. Veja, neste artigo, como ganhar dinheiro com essa produção sendo uma confeiteira de sucesso!

Busque conhecimento antes de começar

O primeiro passo para trabalhar com doces finos é buscar o conhecimento e aprender as receitas básicas de produção. Existem vários tipos de cursos, presenciais e online, para formar futuros chefs pâtissiers, os quais produzirão doces finos. Aprender técnicas específicas da confeitaria ajudará a dar mais valor ao seu produto e possibilitará atender qualquer demanda especial.

Aqui na eduK temos várias opções para aprimorar técnicas sem sair de casa. Que tal ter um gostinho acompanhando o passo a passo desse doce fino de coco para festas:

https://www.youtube.com/watch?v=bRnt9DH6eBU

Invista na apresentação

trabalhar com doces finos

Um doce fino bem apresentado já conquista à primeira vista. Inclusive, ele pode ser visto como uma peça de decoração para festas e eventos. Por isso, preste atenção nas melhores formas de finalizá-lo.

Existe muito material na internet, além de livros específicos com as técnicas das principais escolas como a Le Cordon Bleu, renomado curso presente em vários países. Os doces devem conquistar pelo olhar, despertando no cliente a vontade de comê-los antes mesmo de descobrirem o sabor.

Além de saber como produzir um belo doce visualmente, pesquise as melhores embalagens para armazená-los. Pense nos clientes que compram com você e consomem na hora e também naqueles que desejam presentear alguém com sua obra de arte comestível. Caixinhas transparentes, laços, fitas, papéis coloridos podem realçar seu trabalho com uma apresentação de bom gosto.

Coloque seus gastos na ponta do lápis

Depois de escolher as receitas e pensar na apresentação de seus produtos, é hora de fazer contas e saber quanto você gastará na produção de doces finos para precificar seu produto. Busque fornecedores de qualidade, pois o consumidor de doces costuma ser mais exigente em relação aos ingredientes utilizados e está disposto a pagar bem por um bom produto. Uma boa planilha para calcular custos pode ajudar você a definir o preço ideal dos seus serviços.

Torne-se conhecido na vizinhança e a distância

Não adianta ter um amplo conhecimento das técnicas e fazer lindos doces se você não conhece sua vizinhança, que tem grande potencial de ser seus primeiros clientes. Converse com vizinhos ou pesquise nos pequenos estabelecimentos próximos quais doces fazem mais sucesso e em quais ocasiões eles estão mais presentes.

Mas não se esqueça do mercado online, que pode projetar sua produção para além das fronteiras do seu bairro. Procure ajuda ou faça sozinho um perfil em redes sociais de sua marca, apresentando sua produção.

Outro mercado interessante são as feiras expositoras de fornecedores de eventos, principalmente aquelas com foco no mercado de casamentos e debutantes, as quais utilizam mais esse tipo de doce. Nesses eventos, você terá a oportunidade de conversar diretamente com cerimonialistas e clientes finais e poderá apresentar seus produtos e serviços para eles.

O mais importante é se organizar bem para atender às demandas que surgirão quando o seu trabalho se tornar conhecido. Esteja pronto para recusar pedidos e estabelecer prazos de entrega. Assim, você não coloca em risco sua reputação nem oferece um produto de qualidade inferior. Conforme a demanda for aumentando e os ganhos crescendo, contrate mais pessoas para auxiliar na produção.

Procure receitas criativas para trabalhar com doces finos

A maioria dos clientes procura pelos doces finos tradicionais, mas sempre existe alguém que prefere as novidades ou mesmo as cópias das receitas da moda. Como se manter atualizado para atender tantas demandas?

Pesquise muito, converse com seus clientes — quem sabe você cria um doce com a fruta ou o sabor preferido do aniversariante —, assista aos programas populares de culinária disponíveis para ver quais são as tendências.

Nas redes sociais, não deixe de seguir os grandes nomes do setor, pois é sempre uma oportunidade de aprendizado. Ainda, não tenha receio de criar suas próprias receitas e apresentá-las ao público. Os produtos únicos podem não ser seu carro-chefe, mas têm potencial para serem um diferencial do trabalho.

Tenha parceiros comerciais

Ninguém vence em um mercado sozinho. Além do foco no cliente final, é importante dedicar tempo para estabelecer parcerias com outros empreendimentos que possam ser uma vitrine para seus produtos.

Converse com as casas de festa, restaurantes e padarias próximas da sua residência, caso tenham alguma proximidade com o estilo dos seus doces. Ofereça a eles propostas de parceria ou venda consignada — você deixa seu produto exposto e só recebe se vender.

Outros tipos de estabelecimentos que podem ter interesse nos seus doces e se tornar parceiros são os salões de beleza, as escolas ou qualquer local onde alguém tenha uma vontadezinha de degustar um doce. Falando nisso, uma boa ideia é promover degustações em seus parceiros. Da mesma maneira, não deixe de divulgar seu trabalho nas redes sociais, pois elas trazem visibilidade.

E aí, gostou das dicas para trabalhar com doces finos? É preciso atentar para as novidades e sempre sugerir novos sabores à sua clientela. Aprimorar os conhecimentos em confeitaria também é de fundamental importância para fidelizar clientes e atrair outros com a entrega de produtos de alta qualidade. Invista nisso que o retorno, sem dúvida, será garantido.

Já que você está interessado em atuar nessa especialidade, que tal buscar conhecimentos? Acesse o curso de doces finos da eduK e seja reconhecido no mercado!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!