controle de estoque

Guia completo para otimizar o controle de estoque de artesanato

O controle de estoque do artesanato é uma estratégia que faz toda a diferença para o sucesso do negócio. Afinal, os produtos artesanais são confeccionados pelo artesão de modo personalizado, logo apresentam grande valor e trazem a valiosa ideia de exclusividade, o que é bastante valorizado pelo público de uma maneira geral.

Nesse sentido, o artesanato é uma área muito bem-vista e que oferece muitas possibilidades para o profissional que atua nesse ramo, gerenciando uma loja física própria ou trabalhando de casa.

Neste conteúdo, você vai encontrar todas as informações sobre como fazer um controle de estoque de produtos artesanais e o que deve ser observado para garantir a organização do negócio. Acompanhe a leitura!

Vale a pena fazer estocagem de produtos artesanais?

A estocagem de produtos artesanais pode ser realizada em situações específicas, como o caso de ocasiões que demanda a alta nas vendas.

De qualquer forma, é essencial garantir um controle preciso da entrada e saída de itens artesanais. Afinal, esse cuidado ajuda o artesão a ter uma visão geral sobre os itens disponíveis para a venda, fato que evita perdas financeiras e compras desnecessárias.

Qual a importância de controlar o estoque de produtos de artesanato?

O controle do estoque é um cuidado logístico essencial que deve estar presente em todo negócio, independentemente do porte do empreendimento. Afinal, a gestão desse setor é determinante para garantir o bom andamento das vendas e reduzir os riscos de encalhar as mercadorias e o artesão ter que amargar prejuízos financeiros.

O controle não é uma tarefa difícil, mas pode ser complexa e requer a análise de vários elementos, especialmente aqueles ligados às características do produto artesanal, a forma de armazenamento e a correlação entre essas peças e a preferência dos consumidores.

Como otimizar o controle de estoque?

É possível otimizar o controle de estoque de produtos artesanais e deixá-lo mais organizado e pronto para sair para a venda. Para isso, você deve considerar alguns fatores.

Categorize os produtos

Os itens de artesanato devem ser armazenados levando em consideração as suas características próprias, como tamanho, público-alvo ideal, material com que foi confeccionado, peso, nível de fragilidade etc. Dessa forma, a disposição dos itens fica mais organizada.

Siba como armazenar corretamente

O estoque deve ser um local limpo e arejado, livre de mofo, poeira, cupim, luminosidade excessiva e outros tipos de agentes novos que possam prejudicar a conservação dos materiais envolvidos na sua fabricação e poderiam deteriorá-los.

Já imaginou o prejuízo que você teria que amargar? Para isso, separe caixas plásticas, de preferência as transparentes, com tampa e invólucro para conservar as peças, garantindo que elas fiquem livres de poeira e pó.

Faça contagens de tempos em tempos

A contagem dos produtos é uma técnica básica para confirmar a quantidade dos itens que permanecem armazenados em estoque. Esse controle é importante para evitar a produção ou encomenda de produção em número excessivo e que poderia ocasionar o encalhe no estoque.

Conte com a ajuda de planilhas

As planilhas de estoque são ótimas ferramentas para auxiliar a gestão e o armazenamento dos itens de artesanato. Essas listas devem conter as informações importantes sobre cada produto de modo a facilitar o controle do estoque, como data de entrada, preço de artesanato e demais características especiais.

Como lidar com altas e baixas nas vendas?

Mesmo que o seu trabalho de artesanato seja incrível, nem sempre isso é sinônimo de vendas contínuas. Pode ser que o seu negócio enfrente períodos de menor procura por parte dos clientes, principalmente em períodos de crise econômica e incertezas, como é o caso da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Sendo assim, você pode vivenciar uma queda no número de pedidos e encomendas. Diante disso, é importante ter em mente que se trata de uma situação normal e que pode acontecer com qualquer tipo de negócio. Porém, afinal, como agir nesses casos? Nesse cenário, é essencial saber administrar as altas e baixas nas vendas dos produtos artesanais.

Conheça, a seguir, algumas dicas que vão ajudá-lo a lidar melhor com esse movimento e o que fazer para vender os produtos que estão parados no estoque, mesmo quando as vendas estão baixas.

Identifique quais são os momentos de altos e baixos

Quem já é experiente nesse ramo sabe que se trata de um mercado que oscila. Isso porque existem períodos específicos em que as vendas aumentam, enquanto em outros momentos, é comum sofrer com a queda do número de encomendas. Nesse caso, o importante é conhecer quais são esses períodos em que há mais sucesso ao comercializar os seus produtos e como se adaptar a eles.

Geralmente, esses períodos acontecem em datas especiais, como Dia das Mães, Dia das Crianças, Dia dos Pais, Natal, Páscoa etc. Durante essas épocas, há uma maior procura por lembrancinhas de artesanato. Além disso, mesmo que em menor quantidade, o aniversário também é uma data simbólica em que os clientes também fazem encomendas.

Faça um planejamento financeiro

Depois que você identificou os períodos de alta e queda nas vendas, você já tem mais condições de saber em que épocas a sua vida financeira passa por momentos de aperto e os meses em que há uma boa lucratividade.

A partir daí, é possível criar um plano para organizar a sua vida financeira. Portanto, reserve um dinheiro para poder viver em períodos em que as vendas caem. Aqui vale a dica de não ficar muito empolgado com as vendas e gastar mais dinheiro que o ideal. Desse modo, você não corre o risco de passar por necessidade no futuro. Portanto, não desperdice nenhum recurso, pois ele poderá fazer falta mais para a frente.

Aproveite o momento de alta nas vendas

Quem trabalha com artesanato local, costuma experimentar mais vendas em épocas de alta temporada, férias, feriados em cidades que vivem do turismo. Além disso, existem ocasiões específicas, como carnaval e páscoa, que também aumentam a quantidade das vendas.

Aproveite essa época de fartura! Produza mercadorias de qualidade e tenha um estoque sempre pronto, caso seja necessário. Também é essencial prestar um atendimento impecável e que foque em agradar ao máximo os clientes. Sendo assim, há mais chances de você conquistar os compradores e fidelizar esses clientes.

Registre as suas vendas

Mantenha o registro de todos os itens de artesanato que foram vendidos durante o período de alta nas vendas, bem como nos momentos de queda. Essas informações serão bastante úteis para conhecer melhor o perfil do seu cliente e determinar quais serão os seus próximos passos. A partir disso, você poderá se antecipar para confeccionar peças que agradam aos seus clientes e entregar um trabalho que fará muito sucesso com o público.

Nesse sentido, também vale a pena fazer o controle do fluxo de caixa de forma a discriminar todos os valores que entram e saem do negócio. Desse modo, você tem uma noção maior dos valores e evita gastos desnecessários.

Aprimore as técnicas em épocas de poucas vendas

O momento de queda nas vendas é angustiante e gera preocupação, mas esse período pode ser usado a seu favor. Quer saber como? Basta saber como gerenciar o negócio e ter noções de planejamento. Você se lembra do dinheiro que você conseguiu juntar graças ao seu plano financeiro? Esse é o momento ideal para fazer o investimento adequado.

Que tal aprimorar as suas habilidades e se tornar um profissional ainda melhor? Invista em você! Faça cursos de artesanato para o aperfeiçoamento, adquire materiais com uma qualidade melhor, crie um logo visualmente mais atraente, reforme o seu ateliê ou o seu site. Quer tal aprender como lucrar com um ateliê de costura? Então, confira o curso da EduK que trata sobre esse tema!

Além disso, você pode aproveitar esse momento para estudar mais o mercado, incluindo aí os clientes, o público-alvo e a concorrência. Geralmente, a época depois do Natal costuma sofrer uma queda nas vendas. Essas atitudes são importantes para impulsionar o seu negócio e trazer mais credibilidade para o seu empreendimento.

Estude as estratégias de marketing

O marketing se tornou uma ferramenta essencial para o profissional que deseja ganhar mais visibilidade perante os clientes e se destacar no mercado do artesanato. Para isso, é importante estudar mais sobre essas estratégias, principalmente as técnicas que envolvem o marketing digital. Afinal, marcar presença online na internet se tornou uma das melhores maneiras de ser visto — é super possível vender o artesanato nas redes sociais!

Para isso, invista em técnicas de inbound marketing. Crie conteúdo útil, relevante e de qualidade para o seu público-alvo. Publique esse material nas redes sociais ou no seu blog. Exponha os seus produtos e estude qual é a reação do público. Essa estratégia é muito importante, especialmente em períodos de baixa nas vendas, onde você precisa recorrer a novas alternativas para estimular o interesse dos seus clientes.

Como vender estoque parado?

O erro de cálculo levando a uma quantidade excessiva de encomendas, a ausência de clientela ou o baixo desempenho do produto são alguns fatores que levam uma mercadoria a ficar encalhada no estoque. Porém, nem tudo está perdido. Isso não significa que você terá que amargar prejuízos. É possível se planejar e conseguir concluir a venda das mercadorias paradas. Confira as dicas a seguir.

Faça o levantamento dos produtos

Não é raro o vendedor simplesmente esquecer a mercadoria dentro do estoque. Pode ser que ela esteja mal acomodada ou fique em um canto que dificulte a sua visualização. Para evitar essa situação, é importante elaborar um controle de estoque contendo a data de entrada do produto, a data de validade e o prazo esperado para a sua venda.

Portanto, movimente o seu estoque! Esse levantamento vai ajudar o vendedor a ter uma visão ampla sobre as mercadorias que estão disponíveis e que precisam ser vendidas. Caso contrário, você poderá sofrer prejuízos financeiros.

Crie opções atraentes para os clientes

Uma boa ideia é realizar promoções e anunciar a venda de combos para obter descontos. Essas estratégias contribuem para aumentar as chances de vendas. Pode ser do tipo “compre 2 e leve mais 1 produto grátis”. Ou então pode caprichar mais fornecendo algum brinde na compra da mercadoria, por exemplo. Dessa forma, você vai movimentar o seu estoque e não correrá o risco de ficar com produto parado.

De qualquer forma, é importante deixar claro que a escolha final deve ser sempre do cliente. Não obrigue a compra de um produto somente se o consumidor adquirir outro ao mesmo tempo. Essa conduta é conhecida como venda casada e considerada crime pelo Código de Defesa do Consumidor.

Não se apegue aos produtos no estoque

Tenha em mente que os produtos devem circular. Esse é o processo natural que acontece em todo estoque de mercadorias. Afinal, quanto maior período em que um determinado item fica parado mofando em estoque, isso significa que você não está lucrando. Portanto, não se apegue aos produtos de artesanato, saiba que eles precisam ser vendidos.

Pense nas necessidades do cliente

Foque naquilo que seu público está precisando. Para isso, é importante que você conheça melhor os seus clientes. Assim, por exemplo, se eles precisam de um produto para presentear um ente querido, veja se os itens disponíveis no estoque combinam com o pedido do cliente.

Divulgue as mercadorias

É essencial anunciar as mercadorias para ganhar maior visibilidade. Afinal, como o seu público-alvo vai saber que você está fazendo ações para incentivar as vendas? Você pode criar banners, fazer publicações no seu site ou na rede social da empresa destacando os produtos à venda e destacar a existência de promoções.

Adapte o cenário à sua realidade

Caso os itens de artesanato que foram anunciados para o Dia das Crianças não tenham sido totalmente vendidos, você pode aproveitar o embalo e destacá-los para o Natal, por exemplo. A adaptação do presente para a ocasião é a palavra-chave nesse momento. Afinal, dependendo da peça artesanal, ela pode combinar bem com as duas datas especiais.

Como deu para perceber, fazer o controle de estoque em artesanato é uma estratégia que vai fazer toda a diferença para você ser um artesão de sucesso e ganhar muito dinheiro com a venda da sua arte. Gerencie a entrada de saída de mercadorias e esteja sempre atento às movimentações. No mais, leia atentamente as nossas dicas e boa sorte com o seu negócio!

Você achou as nossas dicas úteis? Que tal ajudar os seus colegas a também fazerem o negócio deles decolar? Compartilhe este artigo nas redes sociais!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!