Aprenda a fazer uma horta em casa usando espaços inusitados

Plantar o próprio alimento é o sonho de consumo de muita gente, mas sabia que realizar esse desejo é bem mais simples do que se imagina? Até mesmo para quem vive nas grandes cidades. Pode acreditar: não é preciso ter um quintal para colocar a mão na terra. Um espaço pequeno, ventilado e iluminado é praticamente só o que você vai precisar para fazer uma horta em casa e produzir as suas próprias ervas e hortaliças, por exemplo. Pois é, enquanto a maior parte das pessoas compra esses itens em  feiras e supermercados saiba que produzir em casa é bem menos trabalhoso do que se imagina. E o melhor: além de proporcionar o prazer de ver nascer aquilo que você mesma plantou, o resultado é um alimento saudável para o corpo e (por que não?) para a alma.

Leticia Momesso, especialista em desenvolver hortas em espaços pequenos e inusitados
Leticia Momesso, especialista em desenvolver hortas em espaços originais

Dedo verde

Formada em jardinagem e paisagismo pela Escola Municipal de Jardinagem de São Paulo, Leticia Momesso, especialista em desenvolver hortas em pequenos espaços, conta que esse é um processo de troca. “Para quem faz o cultivo, é preciso garantir o cuidado e o carinho com a planta. Por outro lado, ela responde com vitalidade e energia, tornando-se um alimento fresco e saudável”, explica. Leticia trabalha jardinagem combinada à meditação. E antes de tornar-se uma expert em hortas, ela não tinha o “dedo verde”, como a própria define. Ou seja, não levava o menor jeito com as plantas. Dá pra acreditar?

Você também pode!

Se você acha que não é capaz de fazer brotar da terra, quer inspiração maior? Em 2010, Leticia idealizou o projeto “Peperômia Urbana” para desenvolver jardins que fazem bem e cabem em qualquer lugar. E a partir daí, não parou mais. Para começar a criar sua própria horta, ela conta que é possível cultivar uma grande variedade de hortaliças e ervas de forma original, independentemente das estruturas disponíveis ou do espaço, que acredite, por ser mínimo! Como opção, pode-se usar as próprias sementes dos alimentos que se tem em casa, comprar novas, ou recorrer às mudas. O mais legal é criar suportes originais, que normalmente seriam descartados. São muitas as possibilidades e a criatividade também serve de adubo para o trabalho.

Pense 2 vezes antes de jogar as cascas de ovo no lixo!
Pense 2 vezes antes de jogar as cascas de ovo no lixo!

Passo a passo para fazer a sua horta em casa

Claro que para ter sucesso nessa empreitada, é preciso dominar algumas técnicas de plantio. No curso “Hortas em Pequenos Espaços”, desenvolvido por Leticia exclusivamente para a eduK, ela traz o passo a passo de como fazer diferentes tipos de hortas. Destacamos aqui algumas dicas: 

  • Para que as plantinhas cresçam fortes, por exemplo, é preciso podá-las de forma correta
  • Um tema super interessante e muito comentado hoje em dia – também explorado no curso – é o feitio de um minhocário. Sobras de alimentos orgânicos produzidos no seu dia a dia, como cascas de frutas e verduras, gera um adubo poderosíssimo para as plantas. Você também pode comprar uma composteira pronta
  • Casca de ovo, latinhas de azeite, caixotes, garrafas pet e todo material que seria descartado podem e devem ser reaproveitados como suportes para o plantio. A sua criatividade é que manda!
Horta em casa, além de funcional, dá um charme extra à decoração!
Horta em casa, além de funcional, dá um charme extra à decoração!

 

Hortas urbanas. Quanto mais, melhor!

Educação verde: crianças levam ervas plantadas no topo de uma escola em Nova Iorque/ crédito da foto: Megan Westervelt
Educação verde: crianças levam ervas plantadas no topo de uma escola em Nova Iorque/ crédito da foto: Megan Westervelt

Criar hortas em espaços urbanos está virando uma prática cada vez mais adotada. Depois de começar em casa, usando áreas menores, porque não começar a pensar em expandir as técnicas e os horizonte? Para explorar o assunto e desenvolver novas ideias,  vale – e muito – conhecer alguns projetos. O primeiro deles é o Cidades sem Fome, desenvolvido pelo administrador Hans Dieter Temp. A ONG nasceu em 2004 com o objetivo de transformar terrenos abandonados da Zona Leste de São Paulo, região habitada por 3,3 milhões de habitantes, ou 30% da população da cidade,  em hortas comunitárias. O projeto já criou 21 diferentes núcleos de hortas, beneficiou mais 700 pessoas diretamente e outras 4000 indiretamente. Hans trabalha incentivando o desenvolvimento sustentável e a produção de alimentos orgânicos, além de gerar emprego e renda entre a população carente.

Cidades sem fome: horta ocupa área antes abandonada da ZL paulistana/ foto: reprodução Facebook
Cidades Sem Fome: horta ocupa área antes abandonada da ZL paulistana/ foto: reprodução Facebook
Chef escolhe ervas frescas plantadas pela UrbanFarmers Brasil emprojeto especial durante a Olimpíada do Rio de Janeiro/ crédito da foto: reprodução Instagram UFBrasil
Chef escolhe ervas frescas plantadas pela UrbanFarmers Brasil em projeto especial durante a Olimpíada do Rio de Janeiro/ crédito da foto: reprodução Instagram UFBrasil

Já a Urban Farmers nasceu na Basiléia, na Suíça, e chegou a São Paulo, em 2016, com o intuito de levar hortas orgânicas para o topo dos prédios da cidade. Estufas instaladas em espaços de pelo menos mil metros quadrados irão produzir ervas, frutas e verduras cultivadas na água. Nesse caso, os alimentos serão vendidos a consumidores finais, por exemplo, os moradores do próprio prédio, ou dos prédios vizinhos, de forma direta ou via redes de supermercados.

Quem sabe aí no seu bairro espaços ociosos também estejam apenas esperando o seu toque verde? Enquanto isso, coloque a mão na terra e se aprofunde no assunto, acessando o curso “Hortas em Pequenos Espaços”. Caso ainda não seja assinante eduK, aproveite sete dias grátis para conhecer mais de 850 cursos.

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitamente diretamente em seu e-mail!

4 Comentários

    criador abnçoe kda vz + e + maravilhoso obrigada o q não consigo ensinar pra minha filha vcs fazem muito bem

      Olá Catia! Conte sempre com a eduK. E obrigada pelo retorno carinhoso. Abraços!

    EduK está mudando a minha vida literalmente!, São bem tantas novidades com excelentes profissionais, si tenho que agradecer!, Muito obrigada EduK😘

      Olá Jackeline! Para nós é uma grande alegria receber o seu retorno. Estamos aqui para ajudar sempre e cada vez mais. Conte com a gente 😉

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.