nomes para confeitaria, confeiteira pensativa enquanto segura bandeja de doces

Nomes para confeitarias: 7 dicas para escolher a opção perfeita

Pesquisar nomes para confeitarias é uma das etapas essenciais para ser uma confeiteira de sucesso. Ter receitas padronizadas, fazer cursos de especialização na área, oferecer um bom atendimento e utilizar produtos de alta qualidade são outros ingredientes necessários para crescer nessa carreira.

A definição de um nome para o seu negócio dará identidade e personalidade para ele, permitindo que o público reconheça os seus produtos e serviços facilmente. Inclusive, essa escolha influencia no posicionamento da marca e na transmissão dos seus valores. Ou seja, em como a confeitaria é lembrada pelos consumidores.

Tudo depende do público-alvo e da identidade da doceria. Será que um nome em inglês vai agradar à clientela? No entanto, a língua combina com alguns doces populares por aqui também, como donuts, cupcakes, cookies. Ou será melhor um nome em português, que traga conforto, caso o menu tenha receitas mais brasileiras, como quindins e queijadinhas? E um nome mais afetivo, para quem faz aqueles bolinhos típicos de vó?

As dúvidas podem ser muitas, mas não se preocupe caso não saiba por onde começar. Confira, a seguir, 7 dicas para criar um nome impactante e atraente!

nomes para confeitaria, confeiteira em dúvida olhando cupcakes

1. Transmita uma ideia

Que tal pensar fora da caixa e explorar conceitos, valores e o que você pretende que as pessoas pensem assim que se deparar com a sua marca? Seja uma confeitaria criativa para além da apresentação dos seus produtos e dê um nome ao seu negócio. Transmita, de cara, o benefício oferecido, a realização proporcionada ou algo que só você faz de um jeito único.

Uma dica é idealizar a imagem que a sua marca quer passar, considerando o objetivo do seu empreendimento e explorando seus diferenciais.

Considere também que doces são comfort food: as pessoas sempre querem um bombom, um bolo ou um cookie para se sentirem bem, não é mesmo? Nesse caso, talvez um nome americanizado, por exemplo, afaste a ideia de conforto. Mas tudo, claro, vai depender do seu público-alvo – leia abaixo!

2. Converse com o seu público

Pessoas são diferentes em todos os sentidos e esse fator deve ser analisado no processo de criação do nome da marca. Para selecionar nomes para confeitarias adequados, analise o perfil do público que você deseja atingir: suas características demográficas, seu estilo de vida, situação financeira e o comportamento de consumo em relação ao produto que você vende.

Se o seu produto tem mais requinte, insumos diferenciados e exclusivos, certamente o que consomem também. Nesse caso, funcionam nomes compostos que adicionam palavras para destacar essa posição, como por exemplo gourmet. O mesmo funciona para os doces e salgados mais simples, que muitas vezes levam um nome pessoal comum, como Maria, Zé, Fê etc.

Se a sua ideia é explorar um determinado segmento, o nome também poderá ajudar a comunicar sua proposta mais rapidamente, como adicionando fit ou diet, por exemplo. Ou seja, os nomes para confeitaria podem e devem ajudar o público a entender a oferta!

3. Seja simples, mas não limite sua oferta

No curso Consultoria Gastronômica: guia completo para um negócio de sucesso, as experts dão diversas dicas super valiosas e uma delas é sobre ter o cuidado de não limitar a sua oferta ao pensar em nomes para confeitaria. Isso porque a tentação de colocar algo simples – que é muito correto – pode ter o efeito colateral de impedir a sua expansão natural!

Por exemplo, pense em um negócio cujo nome é “Trufas da Jô”. Por um lado, ele tem tudo que vimos até aqui. É simples, comunica a oferta, é pessoal. Porém, digamos que a Jô aumentou muito o seu cardápio e quer que as pessoas encontrem o seu negócio para encomendarem doces e bolos para festas… Já viu, né? O nome pode dificultar um crescimento natural. É claro que isso pode ser contornado, porém pode haver obstáculos a mais. Por isso, pense bem no nome considerando também as suas metas profissionais a médio e longo prazo!

4. Escolha nomes para confeitarias que sejam fáceis de ler

Ao buscar nomes para confeitarias, dê preferência para os mais fáceis de ler, que sejam curtos, sem duplo sentido e originados do estrangeirismo. Isso faz com que seus clientes e até seus funcionários saibam pronunciá-lo e escrevê-lo corretamente. Além disso, com um nome claro de entender, fica mais fácil encontrá-lo na internet.

Mesmo que o confeiteiro opte por um nome em inglês, por exemplo, é importante que seja uma palavra usada no nosso dia-a-dia. Donut, cookie e brownie são alguns bons exemplos – como são doces muito conhecidos entre o público brasileiro, a pronúncia ou a escrita não deve ser problema.

Nomes para confeitarias em francês também podem ser boas opções e trazem mais sofisticação à doceria. Mas, por serem mais difíceis, são direcionados a um público mais específico, acostumado a consumir macarons e èclairs, por exemplo.

5. Seja diferente dos demais nomes de confeitaria

Autenticidade nunca sai de moda para quem se dispõe a diferenciar-se da concorrência. Muitas marcas têm nomes para confeitarias óbvios, associados a termos clichês do mercado. Uma doceria de sucesso pode utilizar termos comuns ao universo do seu ramo de atuação, mas é possível combinar isso com algum fato da sua história de vida, ao tipo de produto oferecido, a características dele e a sensações proporcionadas.

É importante que você pesquise se o nome que você quer seja marcadamente diferente dos nomes de confeitarias concorrentes. Ao escolher um nome parecido, você pode ajudar um concorrente seu a receber mais pedidos. E nem pense em usar a lógica inversa para se aproveitar de enganos! O que você deve fazer é confiar no seu potencial e explorar os seus diferenciais. Isso é o que faz os negócios terem sucesso!

6. Tenha domínio livre!

Lembre-se de verificar se o nome já foi registrado por outra pessoa. Para isso, basta consultar o site do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Também é prudente que você verifique se o domínio que você quer está livre para ser comprado, o que pode ser visto no site registro.br, por exemplo.

Atualmente, as redes sociais e sites de e-commerce são as principais ferramentas aliadas de um empreendedor. Como milhares de internautas usam redes como Instagram e Facebook, há muitas marcas por lá – e nem todas necessariamente estarão registradas no INPI. Porém, você quer que as pessoas encontrem o seu perfil de forma fácil nas redes não é mesmo?

Por isso, vale verificar as redes sociais, para conferir se o nome não foi usado, e a disponibilidade de domínios, para que você possa construir um site. Tenha atenção com essa etapa, ela pode exigir ainda mais da sua criatividade!

7. Que seja um nome para confeitaria que você goste!

Pode parecer meio óbvia essa dica. Porém, depois de tantas concessões que você terá que fazer até chegar ao resultado final, pode ser que você fique tentado a bater o martelo rápido demais. E aí você precisa lembrar dessa dica: é a sua confeitaria. E ela estará ligada à sua própria imagem. Por isso, você precisa gostar do nome escolhido. Não siga em frente sem estar satisfeito com o nome.

É normal que as pessoas comecem um negócio pensando que o nome é o ponto de partida. Na verdade, não é bem assim. Para construir um negócio de sucesso, seu esforço inicial deve estar concentrado em fazer um plano de negócio. O nome, sabemos, ajuda a materializar o seu sonho e manter a animação em alta! Por isso, siga pensando nele com carinho, mas tenha calma para decidir as coisas sem afobação.

nomes para confeitaria

Então… na hora de escolher nomes para confeitarias:

Recomendamos que siga as dicas e faça uma seleção de nomes para confeitarias que se aplicaria ao seu empreendimento. Comece anotando todas as ideias que surgirem, os prós e os contra de cada uma, as combinações de palavras e deixe-as de lado por algumas horas antes de tomar a decisão final.

Vale lembrar que a criatividade no logotipo – que sempre acompanha o nome do estabelecimento – também é um fator importante para que a sua confeitaria se destaque em meio às demais.

Depois de dar identidade ao seu negócio, é preciso se destacar no mercado para ter acesso às melhores oportunidades e conquistar mais clientes. Sendo assim, não deixe de conferir quais são as tendências na área de confeitaria!

Gostou das dicas? Para saber muito mais sobre empreendedorismo na confeitaria, veja o curso de Roberta Abud e Daniela Vergara. A eduK te ajuda construir seu negócio de doces artesanais de forma prazeirosa, lucrativa, sustentável e alinhada com o seu propósito!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!