Receitas inusitadas: criatividade acima de tudo!

Rick Zavala ensina a vencer no mercado da Confeitaria Artística

Rick Zavala ficou famoso ao vencer a primeira edição de “Batalha de Confeiteiros”, versão brasileira feita pela TV Record a partir do badalado reality show Cake Boss, comandada pelo confeiteiro Buddy Valastro. Rick competiu com outros 14 participantes. Mas o que o fez ser o melhor entre todos? Técnicas inovadoras na confecção de um bolo artístico! “Parecia de verdade um carro alegórico de Carnaval!”, Buddy disse impressionado. Quem trabalha com bolos decorados e doces em geral sabe que não é fácil se destacar em meio a tanta concorrência no mercado. Mas, se você está lendo esse texto, saiba que já está levando vantagem: é que Rick Zavala ensina a vencer no mercado da confeitaria artística em três cursos inéditos e exclusivos, na eduK!

O mago da confeitaria artística ensina, na eduK, a vencer nesse competitivo mercado
O mago da confeitaria artística ensina, na eduK, a vencer nesse competitivo mercado

Com ele você vai aprender a fazer a escultura realista de um rosto, com técnicas para sombrear e maquiar, pintura à mão livre diretamente no bolo e, ainda, bonecos para decorar, com técnicas para criar os personagens que quiser! O Confeitaria e Ponto bateu um papo com Rick Zavala para conhecer mais sobre a trajetória inspiradora do talentoso artista. Inspire-se e aproveite os cursos. Depois deles, seus bolos também serão sucesso de público e de vendas!

Criatividade e talento de assustar! Aprenda a fazer bolos únicos e surpreenda a cada nova criação (crédito da foto: Rick Zavala)
Criatividade e talento de assustar! Aprenda a fazer bolos únicos e surpreenda a cada nova criação (crédito da foto: Rick Zavala)

Rick Zavala ensina a vencer no mercado da Confeitaria Artística:

Confeitaria e Ponto: Quais suas formações e bases profissionais? Como une habilidades em outras áreas à confeitaria?

Rick Zavala: Eu nasci artista, aos 2 anos já fazia desenhos com formas. Sou formado em Rádio e TV, mas comecei a trabalhar com publicidade aos 13 anos. Também trabalhei com cinema, acabei voltando para as agências e fiquei até 2010. Daí decidi focar na área de artes plásticas, mais especificamente em pintura a óleo, e tudo isso está impresso naquilo que desenvolvo na Confeitaria Artística.

Confeitaria e Ponto: Por que escolheu a confeitaria para trabalhar? Onde busca referências e inspirações para desenvolver sua arte?

Rick Zavala: Cozinhava salgados mas já era fã do Buddy Valastro, o trabalho dele me inspirava e ainda inspira! Uma vez fiz um bolo de aniversário para uma amiga, com o tema do filme Monstros S/A, e foi um sucesso total! Naquela mesma festa já peguei outras encomendas. Comecei a me equipar, divulgar no Facebook (onde, ironia do destino ou não, fui encontrado pelos produtores do reality show “Batalha dos Confeiteiros Brasil”) e a coisa foi crescendo. Tudo era muito instantâneo, mas com a ajuda de amigos que já entendiam do assunto fui aprendendo no dia a dia e com os erros.

Confeitaria e Ponto: O que foi mais difícil para você durante a sua participação em “Batalha dos Confeiteiros Brasil”? Achava que seria o vencedor?

Rick Zavala: Eu era o mais recente na área entre todos os participantes, cheguei me sentindo o azarão e rezava pra não ser eliminado na primeira. Quis compensar justamente isso tudo me dedicando 100% às gravações e acho que essa concentração me ajudou muito! Quando cheguei entre os cinco finalistas, pensei: “É possível, vou fazer para ganhar!”.

“Meu maior adversário era eu mesmo. Acreditar em mim foi o meu maior ensinamento”.

Confeitaria e Ponto: É possível comparar as experiências que viveu durante o reality show com a batalha que tantas pessoas enfrentam para vencer no mercado aqui fora?

Rick Zavala: Faço a seguinte analogia: Analise o seu redor, veja quem são seus amigos de verdade na vida, em quem você pode contar e confiar para desenvolver o seu trabalho. Aquele oponente com quem você duela hoje pode ser o seu aliado de amanhã. Não tome decisões por impulso e seja cauteloso em pré-julgamentos. Quem disputa um orçamento com você hoje pode virar seu sócio no outro dia.

Confeitaria e Ponto: Vamos falar sobre os cursos em parceria com a eduK. O que você traz de especial que pode ser um trunfo para quem quer se destacar e ganhar dinheiro com a Confeitaria Artística?

Rick Zavala: Arte não tem receita. Confeitaria sim. O diferencial é ser criativo, buscar novos elementos, encontrar soluções diferentes que podem vir da arte. Na eduK serão três cursos, divididos nos temas bolo esculpido: Colombina clássica, Modelagem de bonecos – bolo Capitão exclamação e Técnicas de pintura no bolo Bichinhos de casa. Apesar dos cursos não serem básicos, uso uma técnica simples de desconstrução de elementos (por exemplo, um rosto) para facilitar o entendimento e, partir daí, evoluo para formas mais elaboradas. O primeiro tema partiu justamente de um dos bolos que fiz no reality e que foi muito elogiado pelo Buddy que, na ocasião, disse algo como: “Essa foi a melhor escultura em rosto de açúcar que já vi na vida!”.

Confeitaria e Ponto: Qual o maior aprendizado que você teve desde que começou a trabalhar com bolos artísticos?

Rick Zavala: Saber entender a vontade de um cliente para traduzi-la na minha arte e saber que aquele bolo é parte da felicidade desse cliente. Estou sempre com a energia boa quando coloco a mão na massa porque, além de já amar o que faço, sei que aquela peça também vai deixar outras pessoas mais felizes.

Confeitaria e Ponto: O que é indispensável para se tornar um confeiteiro de sucesso?

Rick Zavala: Essa pergunta é difícil rs. Apesar de eu ter sucesso hoje, não teve fórmula certa para isso acontecer. Acho que o grande segredo é fazer aquilo que se gosta. É o famoso “viva da sua paixão”. É um círculo vicioso (do bem)!

Confeitaria e Ponto: O momento que vivemos hoje na economia é um dos mais complicados na história do nosso país. Você teve uma oportunidade de ouro com o programa. Mas, e para quem não conta com essa “sorte”, digamos assim, que conselho/dica/orientação você dá para vencer profissionalmente trabalhando com bolos decorados?

Rick Zavala:

A criatividade é o diferencial. Não adianta pegar  um trabalho da internet e copiar. Isso nunca vai fazer você se destacar, vai ser só mais um trabalho. Seja original e coloque a sua marca, a sua identidade naquilo que faz”.

Confeitaria e Ponto: Quais as tendências para o mercado de bolos decorados em 2017?

Rick Zavala: Cinema, tv, desenho animado. Tudo está baseado em personagem, histórias em quadrinhos… Entre os temas para adultos me pedem muito as caricaturas, faço a personalização daquele cliente.

Confeitaria e Ponto: Queria me despedir perguntando o que você sente quando finaliza seus bolos artísticos (é algo como “eu preferia que fossem expostos em um museu e não cortados em pedacinhos” rsrs)

Rick Zavala: Rs, olha, não chego a ter essa pretensão. A minha sensação é bem maternal. Na verdade eu gostaria de ter mais tempo, mais contato com os bolos depois que eles ficam prontos, mas precisa ter desapego, eles têm que ser entregues. E aí é só lembrar que eles seguem para fazer parte da felicidade de mais alguém.

icon12_bolo_small

É isso aí, Rick! A felicidade só é verdadeira quando compartilhada. E você, ficou feliz com a entrevista? Divide com a gente o que achou escrevendo aqui nos comentários depois de ver essa galeria com algumas fotos de outros trabalhos especiais desenvolvidos pelo mago da confeitaria artística. Até o próximo e doce post!

[Best_Wordpress_Gallery id=”12″ gal_title=”Bolos Artísticos por Rick Zavala”]

 

 

 

 

 

 

 

 

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitamente diretamente em seu e-mail!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.