materiais essenciais para começar a costurar

Quais os materiais essenciais para começar a costurar?

Não há dúvidas: costurar é uma arte. Quando colocamos as nossas mãos em ação, conseguimos aproveitar vários benefícios. Além de acalmar a mente, esse hábito pode se tornar uma incrível fonte de renda, especialmente, se você tiver talento — seja para confeccionar roupas, acessórios ou até itens decorativos. Mas, antes de tudo, é preciso saber quais são os materiais essenciais para começar a costurar.

Do profissional iniciante, até o mais expert no assunto, todos precisam contar com ferramentas para otimizar os seus serviços. Com eles, será possível obter um acabamento melhor de suas peças, assim como, realizar cortes precisos e reforçados. E, a parte boa? Tais utensílios são acessíveis e conseguem ser encontrados sem sufoco em lojas específicas. 

Assim que tiver um kit completo, você já estará preparada para aperfeiçoar as suas técnicas e se destacar no artesanato. Quem sabe, no futuro, até abrir um ateliê? Pensando nisso, e para te auxiliar nesse processo, vamos te contar quais são essas ferramentas e como utilizá-las adequadamente. Acompanhe o post para não perder!

Conheça os materiais essenciais para começar a costurar

Para iniciar o nosso conteúdo sobre os materiais de costura, utilizamos como base os ensinamentos de Lara Rogedo — designer de moda e professora da eduK. A princípio, essas recomendações são voltadas para o universo fashion, mas nada te impede de aplicá-las em suas práticas de artesanato.

Como diz a especialista, essas ferramentas são tão importantes para o artesão como uma câmera fotográfica é para o fotógrafo. Ou, como o pincel de maquiagem é para a maquiadora. Com isso em mente, já podemos seguir para a lista de itens imprescindíveis ao longo desse processo. Vamos lá?

materiais essenciais para começar a costurar

4 tipos de materiais de corte

  1. Tesoura de tecido: indicada para a costura profissional e doméstica. É uma peça confeccionada em aço forjado, apresentando aro alongado e lâminas retas. A sua anatomia também permite que os cortes sejam feitos sobre a mesa e em pequenas áreas do tecido;

  2. Tesoura de papel: é a mais popular de todas. Utilizada para cortar papéis de diferentes gramaturas. O modelo conta com lâminas mais afiadas e excelentes para quem custa cortes precisos;

  3. Tesoura de arremate: é uma versão que serve, basicamente, para finalizar variadas peças. Ao usá-la, você conseguirá cortar linhas soltas e que ficaram sobrando em sua produção;

  4. Tesoura de bordado: artigo para a prática de artesanatos. O item conta com ponta afiada e mais estreita, sendo ideal para promover um bom acabamento e cortar linhas muito próximas aos nós.

Lembre-se: jamais corte um tecido com a tesoura de papel e vice-versa. Caso contrário, a lâmina pode ficar cega e apresentar diferentes problemas durante o processo. Combinado?

7 tipos de materiais de marcação

  1. Lápis tradicional: tem como finalidade marcar as telas de rascunho;

  2. Lápis giz: comum no artesanato, modelagem e alfaiataria. Boa opção para marcar tecidos, apresentando traço mediano e que consegue ser apagado com uma vassourinha. Tal produto pode ser encontrado em diferentes cores. A mais utilizada delas é a branca;

  3. Caneta de marcação: apresenta efeito temporário e serve para marcar tecidos. A versão pode ser utilizada para costuras, patchworks e até trabalhos de alfaiataria. Dependendo da opção, a tinta pode ficar presente na superfície por até três dias, ou também, sair instantaneamente com um apagador específico;

  4. Alfinete de cabeça (ou bolinha): elemento criado para marcar as áreas do tecido que precisarão passar pelo corte ou pela máquina de costura. Indicado para quem pretende manusear bastante o tecido;

  5. Alfinete simples: fabricado em latão niquelado. Pode ser usado para marcar tecidos finos ou com espessura média. Excelente para o momento de cortar o tecido e criar um molde;

  6. Alfinete de segurança: possui a mesma finalidade que o modelo simples. No entanto, o seu formato conta com uma ponta que se encaixa em um fecho. Esse detalhe garante que o acessório não se desprenda da roupa e, muito menos, machuque o artesão;

  7. Fita métrica: indispensável para os profissionais que trabalham com medidas e desejam obter peças simétricas.Caso prefira, pode substituir o seu uso pela régua.

6 tipos de linhas

  1. Linha de poliéster: disponível em várias cores e facilmente encontrada no mercado de artesanato. Pode ser utilizada para costuras retas e em todos os tecidos, sejam eles leves ou medianos;

  2. Linha metálica: possui um visual brilhante e que se destaca. Normalmente, é ótima para a produção de bordados e pontos decorativos;

  3. Linha de pesponto: é indicada para produzir a chamada “costura de pesponto” —aquela que fica em evidência nas peças. O mais comum, é que esse tipo de linha seja utilizada em tecidos grossos. Entre eles, destacamos o brim, o jeans, o couro e até os materiais de tapeçaria;

  4. Linha de algodão: recomendada para quando o artesão pretende realizar tingimentos. Apresenta um resultado excelente quando usada em peças de algodão, de espessura média ou grossa;

  5. Fio overlock: feito em poliéster texturizado. É um material para costuras feitas nas máquinas de Overlock. A solução ainda conta com um certo volume e boa elasticidade;

  6. Lastex: é uma linha elástica e, consequentemente, serve para substituir o clássico elástico. Quando aplicado com criatividade, ainda consegue criar vários efeitos em um tecido, como os franzidos.

2 acessórios para as linhas

  1. Desmanchador: ferramenta fundamental para os artesãos. Ao encaixá-lo na linha, o item conseguirá desmanchar completamente uma costura, sem correr o risco de cortar ou danificar o tecido;

  2. Alfineteiro: é uma peça que conta com enchimento interno, como se fosse um mini travesseiro. De modo geral, é ótimo para acomodar os alfinetes e facilitar o trabalho do profissional. Pode ser fixado no braço do artesão, ou também, sobre a sua mesa.

2 materiais de finalização

  • Ferro à vapor: saída para garantir um bom acabamento assim que a peça estiver finalizada. O aparelho ainda ajuda a abrir as costuras normais;

  • Mesa ou tábua de passar roupa: opção para fazer com que os tecidos fiquem impecáveis e com um visual uniforme.

Gostou e quer conferir a fundo as características dos materiais essenciais para começar a costurar? Assista ao vídeo completo que separamos para você!

Dicas bônus: materiais e truques para costurar itens de bebê e maternidade

Hoje em dia, também é muito comum encontrar artesãos que se especializam em desenvolver produtos especiais para o nicho de bebê e maternidade. Se este for o seu caso, saiba que, além dos itens já citados, será necessário contar com mais alguns materiais essenciais para começar a costurar, de acordo com os ensinamentos da profissional Débora Radtke. 

materiais essenciais para começar a costurar

Materiais essenciais para costura do nicho bebê e maternidade

  • Máquina de costura industrial ou doméstica;

  • Pé calcador para trabalhar com diferentes técnicas e materiais; 

  • Tesouras de tecido e cortador circular de 45 ou 60 mm;

  • Régua patchwork 30 x 30 cm: ideal para a produção de enxovais;

  • Régua patchwork 60 x 15 cm: excelente para cortar tiras e comprimentos maiores;

  • Base de corte de 90 cm: para garantir agilidade e praticidade nos trabalhos;

  • Carretilha de costura para marcar os tecidos;

  • Lápis de costura ou giz mágico de alfaiate;

  • Agulhas de crochê e agulhas longas de tricô;

  • Agulha universal nº5: tamanho intermediário e prático. Serve para linhas extra fortes ou comuns.

Veja os detalhes no vídeo abaixo!

Aproveite os seus materiais de costura e dê asas à imaginação!

Após essa leitura completa, você já sabe quais são os materiais essenciais para começar a costurar. Daqui para frente, é possível se arriscar e “colocar a mão na massa”. 

Crie itens decorativos, produtos para bebês ou, até mesmo, peças de roupas diferenciadas. Praticar as suas habilidades é o segredo para desenvolver produtos incríveis e até obter bons lucros com o seu trabalho. Pense nisso! 

E caso queira se especializar de vez, não deixe de explorar os cursos de Artesanato da eduK. Vai ser demais!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!




    Fale o que você pensa

    O seu endereço de e-mail não será publicado.