costura-para-iniciantes-como-aperfeicoar

6 passos para aperfeiçoar técnicas de costura

Para o seu trabalho fazer cada vez mais sucesso no seu bairro, na sua cidade ou na sua lojinha online, você deve se preocupar em aperfeiçoar técnicas de costura.

Quando mais domínio você tiver dessa atividade que você tanto ama, mais maravilhoso o seu trabalho vai ser, seja na confecção de roupas, bolsas e acessórios, enxoval de bebê ou outros produtos. O acabamento das peças sempre será um diferencial!

Pensando nisso, a gente fez uma seleção dos passos mais importantes para a criação de peças incríveis! Ficou curiosa? Então continue lendo!

Aperfeiçoar técnicas de costura: 6 passos para você seguir

1. Lembre-se de que sempre há o que aprender

Sentir confiança, ter intimidade com a máquina e tudo mais é ótimo, não é? Essa segurança costuma vir com o tempo, a prática e a experiência. Mas é preciso ter cuidado para não deixar esse sentimento apagar a necessidade de aperfeiçoar técnicas de costura.

Isso porque todo mundo sempre tem algo novo para aprender.

Quando uma coisa funciona, a maioria tende a continuar fazendo do mesmo jeito até se tornar automático. Entretanto, se você deixa de pensar em novos jeitos de trabalhar e explorar técnicas diferentes, fica difícil se diferenciar.

É a partir do conhecimento que você vai conseguir dar o seu melhor! Mesmo que você já seja fera na costura, com certeza ainda deve ter muito potencial esperando para ser explorado.

2. Domine sua máquina de costura

O que você faz quando a sua máquina de costura dá um problema? Fica preocupada pensando nos trabalhos que tem para entregar, pede ajuda para os universitários ou tenta resolver sozinha?

Dependendo do problema, talvez seja necessário levar a máquina para o conserto. Mas, em muitos casos, você mesma pode encontrar a solução e inclusive fazer a manutenção da sua parceira de trabalho. Isso também ajuda a aperfeiçoar técnicas de costura.

E, claro, vai fazer uma diferença enorme no seu dia a dia! Além de evitar dores de cabeça, você garante que a sua principal ferramenta vai estar sempre pronta para trabalhar.

Antes de tudo, é importante conhecer bem o modelo da sua máquina e o que ela foi projetada para fazer. Mesmo as mais antigas, desde que sejam cuidadas com carinho, são capazes de funcionar tão bem quanto as mais modernas.

Para dominar a sua máquina de costura, você deve aprender a fazer corretamente:

Troca da agulha

Com qual frequência você costuma trocar a agulha da sua máquina? Além de fazer a troca para usar a agulha mais adequada para cada tecido e acabamento, existem outros motivos para você se preocupar com isso.

A agulha muito desgastada não só afeta a qualidade do ponto e estraga o tecido como também pode danificar a sua máquina. E ninguém quer fazer a melhor companheira de trabalho passa por apuros, certo?

Portanto, o melhor é trocá-la, em média, a cada 10 horas de uso. Não espere a agulha entortar ou quebrar para substituí-la por uma nova.

tecnica-de-costura-troca-de-agulha-na-maquina-caseira

Limpeza e lubrificação

Se você não deixar a sujeira acumular, menos problemas a sua máquina vai apresentar. Além de limpar a parte externa com pano úmido e sabão neutro, é importante retirar o pó que fica acumulado embaixo da chapa da agulha. A limpeza precisa ser delicada, feita de preferência com um pincel macio. Uma ótima dica é usar um secador de cabelo, pois a força do vento dá uma boa ajuda.

De forma geral, a lubrificação deve ser feita na laçadeira, na barra da agulha e nas pontas dos eixos. Os modelos mais antigos costumam ter pequenos furos que indicam onde colocar o lubrificante.

Já no caso das máquinas atuais, geralmente é preciso desparafusar uma parte dela para conseguir acessar os lugares certos. Um ponto de atenção importante: nunca abra a parte eletrônica, pois só os fabricantes devem mexer nela. Além disso, é sempre importante ler o manual da sua máquina de costura antes de sair desparafusando qualquer coisa.

maquina-de-costura-manutencao

Depois de limpar e lubrificar, tire o excesso de óleo com um tecido de algodão e costure-o para secar bem e não correr o risco de manchar as suas peças.

O quanto você usa a máquina é o que vai definir a frequência da limpeza e lubrificação. Para quem usa pouco, fazer o processo uma vez por mês costuma ser o suficiente. Mas, se você produz bastante com a sua máquina, vale a pena repetir o processo toda semana.

3. Ajuste bem a tensão da linha

Antes de começar a confeccionar uma peça, pegue um retalho do tecido que você vai usar e dobre ele ao meio para criar duas camadas. Depois, coloque uma linha de uma cor na bobina e uma de outra cor no retrós, pois isso ajuda a visualizar melhor.

A tensão varia de acordo com a espessura do tecido. Quanto mais grosso o tecido, maior a tensão; e quanto mais fino, menor a tensão.

O único jeito de descobrir qual é a tensão perfeita é testando. Se a linha da frente aparecer atrás significa que você precisa aumentar a tensão; e se a linha de trás aparecer na frente, diminuir a tensão.

Você sabe que a tensão está certa quando as linhas se encontram dentro do tecido. Para chegar nela, vá aumentando ou diminuindo de número a número e teste com uma costura reta simples.

ajuste-de-tensao

4. Manuseie o tecido com carinho

Quanto mais delicado for o tecido, mais cuidado você deve ter na hora de manipular, cortar e costurar a peça. Esse cuidado em todo o processo se reflete no resultado final e na qualidade dos acabamentos. Ou seja, é uma maneira de aperfeiçoar técnicas de costuram também.

Ao trabalhar com cetim, por exemplo, é preciso ter calma para cortar, usar uma agulha fina para não repuxar nada e escolher costuras mais refinadas.

Além disso, apesar de não ser uma regra, passar os tecidos antes de cortá-los compensa. Quando o tecido está muito amassado, você pode ter dificuldade na hora de cortar. Portanto, procure trabalhar com o tecido passado para ter certeza de que ele está esticado e não vai encolher depois do corte.

5. Explore o universo dos acabamentos

Conhecer várias técnicas de acabamento é um dos caminhos para produzir peças diferentes e de alta qualidade. E aí dá para a gente pensar numa infinidade de possibilidades para explorar e aperfeiçoar técnicas de costura.

Um bolso, por exemplo, pode ser feito de várias formas, sendo que cada uma é mais apropriada para certos tipos de peças. É possível fazer bolso fole, bolso chapado com prega, bolso faca, bolso embutido, entre tantos outros.

E o mesmo vale para outros tipos de acabamentos, como vistas, golas, barras, cós, braguilha, fenda, capuz e por aí vai.

É importante que você aprenda a lidar bem com eles e conheça pequenos truques que fazem toda a diferença. Quando você precisa estruturar uma peça, por exemplo, como a gola de uma camisa e usa uma entretela para isso. Se você fizer um molde sem a margem da costura, a peça fica com um acabamento melhor.

Ou seja, é nos pequenos detalhes que você consegue trazer um diferencial real para o seu trabalho.

acabamento-de-costura-em-bolsos

6. Faça cursos de aperfeiçoamento

Embora você possa experimentar novas técnicas sozinha, nada como aprender com a ajuda de alguém mais experiente e que possa compartilhar os melhores ensinamentos. Por isso, a nossa última dica é esta: aposte em cursos de qualidade para aperfeiçoar técnicas de costura.

manutencao-maquina-de-costura

Na plataforma da eduK, você encontra diversos cursos de costura e tecido ministrados por quem é expert no assunto. Eles ainda vêm acompanhados de materiais complementares e atividades para você desenvolver e ter certeza de que aprendeu para valer!

Sabe qual pode ser um excelente ponto de partida? O curso de técnicas de costura e acabamentos, que ensina você a fazer finalizações perfeitas para arrasar ainda mais!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!