reconstrução de unhas roídas

Conheça as técnicas para a reconstrução de unhas roídas

Que mulher não deseja unhas bem cuidadas e esmaltadas toda semana? Em contrapartida, os afazeres domésticos, a ansiedade ou mesmo o descuido contribuem para comprometer esse objetivo.

Por isso, muitas manicures recebem clientes com as mãos desgastadas para a reconstrução de unhas roídas (onicofágicas), feita em geral com as técnicas de gel ou acrílico (comumente conhecida como porcelana).

Quer saber mais sobre essas técnicas e como vendê-las para suas clientes? Se sim, continue a leitura!

Unhas de gel

Mais rápida que a porcelana, a reconstrução das unhas com gel proporciona resultados satisfatórios. O processo se divide em três fases: primeiro, a profissional prepara a unha, isto é, a cutícula (higienização, preparação da base).

Depois, aplica o gel com o apoio de um pincel para formar a estrutura da unha reconstruída. Por fim, é utilizada uma lâmpada de UV para a secagem e solidificação. A esmaltação é o último passo.

Na segunda etapa, a manicure pode usar uma tip — suporte que imita a forma da unha, uma fibra de vidro ou de seda (essa última é indicada não apenas para quem deseja reconstruir, mas para mulheres cujas unhas são saudáveis e longas, para o aperfeiçoamento).

O objetivo é garantir que o resultado se aproxime ao máximo do natural, respeitando o formato e a textura. A durabilidade da unha de gel pode ser de até 30 dias, mas isso depende da manutenção e do cuidado que a cliente tem.

Unhas de acrílico (ou porcelana)

unhas de acrílico

Acrílico e/ou porcelana dão a ideia de uma superfície resistente, não é? De fato, as resinas sintéticas usadas nesse método assim são. Mas elas são amolecidas com um líquido polimerizador, o qual as torna mais maleáveis e prontas para o processo de reconstrução.

Essa técnica não exige secagem na cabine UV, por outro lado, pede uma profissionalização maior da manicure. Também com a ajuda de uma tip, a resina é aplicada e moldada ao formato da unha, restaurando sua curvatura. A secagem é rápida e sua manutenção deve acontecer de quinze em quinze dias.

Técnica da ponte

Quem tem o hábito de roer as unhas, geralmente, também rói as laterais, causando ferimentos e imperfeições nessas áreas. Sua reconstrução é mais específica e pode ser feita por meio da técnica da ponte, que consiste em um tratamento cuja base é em acrílico ou gel.

Com a ajuda desse material e de um molde, a unha será restaurada da forma mais natural possível (inclusive, o gel deve ser de um tom rosado, que se assemelhe ao real). É preciso atentar sempre ao modelo da cliente para não comprometer o crescimento posterior. Nessa técnica não é possível usar a tip, já que não há espaço para aplicá-la.

Tão importante quanto dominar as técnicas de reconstrução de unhas roídas é investir em produtos de qualidade para garantir que o resultado seja autêntico. Isso vale para tudo, inclusive a cabine UV, que deve cumprir os requisitos de segurança. Lembre-se, também, de se dedicar ao aperfeiçoamento profissional, atualizando-se com as novas tendências do mercado para ampliar conhecimentos e conquistar e fidelizar a clientela.

Quer saber mais sobre a reconstrução de unhas roídas? Então, acesse o nosso curso e aperfeiçoe-se agora mesmo!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!