como montar portfólio

Você sabe como montar um portfólio? Saiba aqui a importância e como fazer!

Na hora de procurar uma nova oportunidade no mercado, seja como freelancer ou funcionário fixo, é importante apresentar os projetos que você desenvolveu para mostrar um pouco das suas habilidades. Para isso, é essencial saber como montar um portfólio que evidencie o que você é capaz de fazer e a qualidade do seu trabalho.

Neste post, vamos mostrar como montar esse portfólio, para que você consiga mais clientes ou até mesmo aquela vaga tão desejada. Continue a leitura e confira!

Os principais tipos de portfólio

Podemos classificar os portfólios em dois tipos principais, de acordo com as mídias em que são veiculados: físico e online.

Portfólio físico

O portfólio físico é impresso e geralmente entregue junto com o currículo. É recomendado para pessoas que trabalham com mídias estáticas, como fotógrafos, ilustradores e redatores.

Porém, com a expansão e facilidade dos veículos digitais, o portfólio físico vem perdendo cada vez mais espaço. 

Portfólio online

O portfólio online permite a inclusão de diversas mídias, como imagens, vídeos e áudios. A versão digital de um portfólio permite a contextualização dos trabalhos e uma estruturação muito mais completa, dinâmica e interativa, além de ser mais fácil de ser atualizado e compartilhado, permitindo que mais pessoas conheçam o seu trabalho.

Outro ponto positivo é a existência de várias plataformas gratuitas para montar um portfólio online. Sendo assim, é uma opção bem acessível para diferentes profissionais.

Diferenças entre os portfólios

Os portfólios atendem a diversos tipos de profissionais, de acordo com a sua área de atuação. Encontramos portfólios de textos, voltados para redatores e produtores de conteúdo, e portfólios de imagens, usados por pessoas que trabalham com conteúdos gráficos ou que usam a ferramenta para mostrar os produtos que confeccionam.

Nesse modelo de portfólio gráfico, encontramos os de fotografia, design e produtos. Entenda melhor as diferenças entre esses nichos e como produzir boas amostras de trabalho.

Portfólio de fotografia

Um bom portfólio de fotografia baseia-se na qualidade das imagens. Por isso, aposte em uma boa resolução e definição de cores, mesmo que essas fotos demorem mais para carregar. Esse cuidado vai mostrar os mínimos detalhes do seu trabalho, valorizando-o.

Use também legendas, indicando o que as fotos retratam e o contexto em que foram produzidas. 

Portfólio de design

Assim como o de fotografia, o portfólio de design exige imagens bem trabalhadas, com alta qualidade e resolução. Porém, esse arquivo traz imagens gráficas produzidas pelo profissional.

Além da imagem em si, inclua legendas que expliquem o objetivo e a proposta do projeto. Por exemplo: trabalho desenvolvido para a empresa X, que pretendia atrair o público Y, para a venda do produto Z. Essas informações ajudam a mostrar a sua criatividade e a preocupação com o briefing na hora de produzir.

Portfólio de produtos

O portfólio de produtos tem como principal objetivo mostrar o item fabricado pelo profissional. Por isso, as fotos devem ter ângulos amplos, que mostrem o produto em sua totalidade, e também em ângulos menores, que destaquem os detalhes do item.

Powered by Rock Convert

Na legenda, mostre os diferenciais e os pontos positivos que destacam o produto da concorrência, como evidenciar que se trata de um material de alta qualidade, por exemplo.

Saiba como montar um bom portfólio

Reunimos aqui as recomendações para que você consiga fazer um portfólio interessante, que chame a atenção para o seu trabalho.

Defina o objetivo do seu portfólio

O primeiro passo para montar um bom portfólio é determinar exatamente para que ele será usado: é para concorrer a uma vaga específica, para fazer um compilado dos seus melhores trabalhos em um período ou para organizar as suas produções?

Apenas com esse objetivo claro é que o portfólio poderá servir como vitrine do que você realmente deseja mostrar. Isso servirá de guia para as próximas etapas desse processo.

Foque nas melhores peças/fotos

Procure selecionar os trabalhos dos quais você mais se orgulha, usando o portfólio realmente como uma pequena amostra do que você é capaz de produzir. Assim como um currículo, que mostra os principais resultados e as experiências mais significativas, o portfólio deve funcionar da mesma maneira.

Faça uma boa apresentação

Lembre-se de que o portfólio não é apenas sobre o seu trabalho, mas serve para apresentar você como profissional. Por isso, não esqueça de incluir um texto cativante sobre a sua trajetória, conhecimentos e experiências.

Inclua essas informações em uma página “Sobre” em seu portfólio, trazendo um resumo da sua carreira profissional.

Não use peças que não são suas

Use exclusivamente fotos e imagens dos produtos e peças produzidos por você. Por mais que você encontre registros na internet bem semelhantes aos que você produz, jamais use-os para o seu portfólio. Isso pode gerar sérios problemas relacionados à autoria das imagens e relaciona-se até mesmo com questões de ética profissional.

Outro detalhe importante diz respeito ao contrato de confidencialidade e cessão de direitos. Muitas empresas contratam freelancers para a realização dos seus projetos, mas deixam claro que essas peças não podem ser divulgadas como de autoria própria, ou contém informações importantes sobre a organização. Nesse caso, deixe as amostras de fora do seu portfólio.

Mantenha-o fácil de entender

Na hora de divulgar o trabalho, um erro comum é completar o portfólio com um grande volume de projetos. Isso vai cansar a pessoa que receberá o conteúdo e pode até mesmo confundi-lo.

Para evitar esse problema, faça uma seleção bem criteriosa do que você realmente pretende exibir. Quando se trata de uma compilação para organizar os trabalhos, divida o portfólio por categorias, fazendo com que a pessoa que estiver conhecendo as suas competências saiba exatamente onde buscar o que procura.

Saiba divulgá-lo

Mais do que montar um portfólio organizado, atraente e que mostre as suas competências, saber como divulgá-lo é essencial para aumentar a sua cartela de clientes.

Se você optou por uma versão online, pode aproveitar o link do seu portfólio para compartilhar com possíveis interessados e até mesmo inclui-lo em sua página do LinkedIn. Outra opção é montar um site da sua marca e incluir o portfólio em uma das abas.

Ficou mais claro para você como montar um portfólio? A partir dessas recomendações, você vai conseguir ter um bom mostruário do seu trabalho, capaz de atrair novos clientes e demonstrar todos o seu esforço e cuidado na produção.

Se quiser mais informações interessantes sobre o tema, aproveite para seguir o perfil da EduK no YouTube, Instagram, Pinterest e Facebook!

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!




2 Comentários

      Que bom que gostou, Camila!
      Para saber como começar a fazer ou melhorar seu portfólio, que tal dar uma olhadinha nesse curso?
      Encadernação: estruturas e impressão do livro independente
      Precisando de mais alguma ajuda, é só chamar nas redes sociais ou no nosso e-mail, o meajuda@eduk.com.br

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.