orçamento de fotografia

Tudo o que você precisa saber para montar um orçamento de fotografia

Para conseguir atrair clientes diante de tanta concorrência, um fotógrafo precisa se destacar em todos os detalhes da carreira. Por essa razão, é imprescindível saber o que é essencial na hora de montar um orçamento de fotografia.

Além de servir para fechar novos trabalhos, esse documento também demonstra o profissionalismo do fotógrafo. Sendo assim, é necessário a construção de um material de alta qualidade visual e informativa.

Pensando nisso, resolvemos separar algumas informações que não podem faltar em um orçamento de fotografia, como a apresentação do profissional, prazos de entrega, opções de pagamento, entre outras.

Também reservamos um espaço para esclarecer detalhes referentes a cada área dessa profissão, pois o tipo de fotografia, os equipamentos utilizados, as edições feitas e as formas de envio do material podem interferir no valor final do projeto. Acompanhe!

O que devo ter no orçamento de fotografia?

Seja iniciante, seja experiente, o fotógrafo pode usar o orçamento para apresentar seu trabalho e conquistar novos clientes. Mas para que essa apresentação agrade o público, é necessário saber unir a delicadeza da fotografia com a firmeza de um contrato de trabalho. Além disso, a linguagem deve ser clara, e os preços precisam corresponder às tarefas que serão entregues. Saiba, a seguir, o que não pode ficar de fora!

Boa e breve apresentação

Podemos pensar que o início do trabalho de um fotógrafo é semelhante ao começo de uma amizade. Para que ambos deem certo, é aconselhável uma apresentação prévia das partes envolvidas. Portanto, inicie o orçamento falando sobre quem é você, o porquê trabalha com fotografia e como ficaria feliz em fechar negócio com o cliente.

Também conte como funciona a sua forma de trabalho e quais tipos de projetos você produz. Outra informação importante é expor certificados e/ou premiações conquistadas ao longo da carreira, pois tudo isso fortalece ainda mais seu histórico como profissional.

Por fim, aproveite para contar um pouco sobre sua experiência e, se possível, adicione alguns relatos e depoimentos de clientes falando a respeito de como foi contratar seus serviços. Mas lembre-se, é preciso fazer tudo isso de forma breve e com uma linguagem agradável.

Fotos do portfólio

Agora é a hora de deixar o seu trabalho falar por você, afinal, as fotografias são a prova viva de tudo o que foi descrito anteriormente. Para isso, separe as melhores fotos do seu portfólio.

Você ainda pode investir em obras que demonstram sua versatilidade nessa profissão. Por exemplo, colocar fotos de casamentos, ensaios de pré-wedding, Newborn, festas de aniversário e outros trabalhos que possam ter relação entre si.

Já com relação à apresentação, não há regras. As fotos podem vir sozinhas, ilustrando as informações necessárias, ou acompanhadas com notas sobre como foram feitas ou onde foram tiradas. Caso goste ou ache interessante, você pode colocar algumas frases poéticas combinadas com os conteúdos das fotografias.

Informações técnicas

Alguns fotógrafos também podem dispor de equipamentos além de câmeras, lentes e tripés. Se esse for o seu caso, deixe claro que o cliente pode adquirir imagens aéreas feitas com drone ou comprar um videoclipe junto com a sessão de fotos. Todas as suas atribuições e os seus serviços podem — e devem — ser expostos.

Pagamentos e custos extras

Mas afinal, quanto posso cobrar por meu trabalho? Essa é uma pergunta muito comum entre os profissionais da área de fotografia, principalmente quando estão iniciando sua carreira em busca de uma renda extra. A dica, nesses casos, é procurar saber como está o mercado e basear seus valores no que já está sendo cobrado pelos demais fotógrafos.

É importante salientar que você deve cobrar uma quantia justa pelos resultados alcançados nessa etapa da sua carreira, por isso, tenha uma autocrítica firme. Por exemplo, se você está no início, não adianta cobrar o mesmo valor que um fotógrafo mais experiente.

Também não é recomendado colocar seu preço bem abaixo dos outros profissionais apenas para conseguir mais clientes. Essa técnica não favorece o seu trabalho e, pior, desvaloriza toda a categoria.

Uma boa forma de expor o valor do seu trabalho é dividi-lo por categorias que podem carregar o nome que você desejar. Muitos profissionais acabam usando o nome de pedras preciosas para os pacotes de trabalho, como prata, ouro, diamante, topázio, rubi, zafira etc. Assim, quanto mais rara a joia, mais caro e completo será o pacote.

Geralmente, nesses pacotes estão o número de fotógrafos e assistentes que estão sendo contratados, a quantidade de fotos tratadas e em alta resolução, o livro fotográfico com suas respectivas medidas, os serviços que serão realizados (pré-wedding, casamento, cobertura de festas, batizado, Newborn, fotos de acompanhamento de bebê etc) e outros trabalhos que podem ser oferecidos pelo profissional.

Depois dessas informações, é preciso explicar ao cliente quais são as formas de pagamento existentes, como à vista e parcelado no cartão. Deixe esses dados bem explícitos, incluindo o número máximo de parcelas e os possíveis descontos.

Além do valor do trabalho, alguns fotógrafos também especificam custos extras. Por exemplo, se para fazer as fotos é preciso se deslocar ou, até mesmo, viajar para outra cidade, estado ou país, é necessário incluir ao valor final a taxa de transporte, refeições e estadia.

Entregas e resultados

Outro ponto necessário em um orçamento de fotografia é explicar ao cliente sobre o que será feito após as fotos. Isso porque, depois de feitas, elas precisam ser selecionadas e tratadas. Além disso, devem estar impressas ou em um formato digital, na nuvem, DVD ou em pendrive.

Também é importante deixar o cliente ciente de quando as fotos serão entregues. Para isso, você precisa levar em consideração a quantidade de fotografias e o trabalho que terá para deixá-las prontas. Essa etapa deve ser cumprida dentro do prazo estimado, assim, você ganha mais credibilidade pelo profissionalismo e pela eficácia.

Validade da proposta

Diversos fotógrafos iniciam o documento orçamentário com essa informação, dando destaque à validade que os valores têm. Essa dica é importante, pois alguns clientes podem entrar em contato no início de um ano, mas só querem fechar o contrato no ano seguinte.

Geralmente, a validade dos projetos é de um a dois anos, e isso deve estar claro no ato do contrato. Dessa maneira, nem você nem o cliente sairá perdendo.

Contatos

Ao término do orçamento, disponha todas as formas possíveis para o cliente entrar em contato, como número de telefone fixo, WhatsApp, e-mail, link para Facebook, Instagram e até para o portfólio, caso você o tenha.

Quais informações extras devem constar para o cliente?

A fotografia profissional abre um leque de possibilidades, pois ao mesmo tempo em que há eventos como casamentos, festas de aniversário e formaturas, existe a possibilidade de fotografar produtos, além de Newborn e fotos de acompanhamento mensal do bebê. Afinal, cada cliente tem necessidades específicas com relação ao tempo do trabalho, locação, estrutura etc.

Entender cada uma dessas particularidades faz de você um profissional mais qualificado a ponto de atender as verdadeiras demandas de seus clientes. Assim, você saberá o que fazer, como fazer e o quanto cobrar.

Eventos

Antes do evento, você precisa tirar algumas dúvidas com o cliente, como:

  • Onde será o evento?
  • Em que horário ele vai acontecer?
  • Haverá deslocamento entre um lugar e outro? Se sim, qual a distância entre eles?
  • Quanto tempo o evento vai durar?
  • Quantas pessoas estarão presentes?

Com essas informações, você terá como definir o tipo de equipamento ideal para a realização das fotos, a quantidade de pessoas envolvidas na equipe para cobrir todo o evento e o quanto poderá ser cobrado.

Uma dica sobre quanto cobrar é entender o potencial de networking do evento. Por exemplo, você acredita que o trabalho pode render contatos para serviços futuros? Se a resposta for positiva, é possível cobrar um pouco menos, pois há uma real possibilidade de fechar novos clientes.

Porém, além da festa em si, é preciso estar atento a outros pontos que envolvem o trabalho do fotógrafo, ou seja, edição das fotos, entrega e serviços extras. Tratar 40 imagens leva menos tempo do que 100 imagens, então, isso deve contar no preço cobrado. As formas de entrega também vão influenciar no valor, pois se gasta mais preparando um álbum do que upando as fotografias.

Entre os serviços extras que podem ser contratados estão os quadros com medidas personalizadas, livro réplica, woodbox, slideshow sensorial, caixa de madeira personalizada para acompanhar os livros fotográficos, filmagens. No entanto, todo esse material deve ser cobrado por fora do orçamento feito para cobrir o evento.

Produtos

Mesmo que o seu cliente deseje fotografar os produtos, algumas perguntas devem ser feitas antes da sessão. São elas:

  • será em estúdio? Se sim, quem vai arcar com o aluguel do espaço?
  • Quantas fotos serão necessárias?
  • O fundo será branco ou ambientado?
  • Será necessário deslocamento? Quem irá arcar com isso?
  • Qual a dimensão desse trabalho?
  • Será necessário envolver outro profissional (cabeleireiro, maquiador, modelo, cozinheiro)?

Assim como no caso anterior, esses pontos vão ajudar na definição do equipamento, dos auxiliares e do preço a ser cobrado. Nessa situação, como há um lucro evidente para o contratante, você pode avaliar se vale a pena cobrar um pouco a mais. Mas só eleve o valor se as fotos contribuírem com um bom retorno financeiro para o cliente.

Também leve em consideração o trabalho na edição das imagens, principalmente se elas precisarem de um fundo ambientado. Além disso, certifique-se do formato que o cliente deseja o arquivo — JPEG, PNG etc.

Dicas adicionais para saber como cobrar

Veja, abaixo, o que mais levar em conta em um orçamento de fotografia!

Informações do cliente e do trabalho

Lembra da associação entre o início da amizade e o começo do trabalho? Pois é, muitos clientes entram em contato para pedir o orçamento de projetos específicos, então é importante entender o que eles desejam antes de enviar o seu orçamento.

Como cada cliente é diferente, suas necessidades e desejos também mudam. Portanto, é interessante conhecer melhor o que se passa na cabeça dele e transferir essas ideias para um orçamento personalizado.

Nessa etapa, você deve questionar sobre qual tipo de trabalho ele procura, se deseja realizar as fotografias em algum lugar específico e quantas fotos ele pretende ter em mãos. Outras perguntas importantes nesse processo são:

  • qual o local?
  • Qual a duração?
  • Vai precisar de outros serviços, como cabeleireiro ou maquiador?
  • Quantas pessoas serão necessárias para cobrir o trabalho?
  • Como deseja que as fotos sejam entregues?

Equipamentos

É importante ter em mente o valor do seu equipamento utilizado durante os trabalhos, como câmeras, lentes, flash, tripé etc. Com essas informações, você deve incluir no orçamento os custos de depreciação desses instrumentos.

Taxas

Se você for um microempreendedor individual deverá levar essa condição para a ponta do lápis na hora de definir o seu orçamento, pois ela rende impostos que vão pesar no seu bolso e precisarão ser recompensados.

Preço compatível

Atente ao público para o qual você trabalha e aos seus concorrentes. O preço do seu serviço deve ser equiparado aos seus resultados e compatíveis com o mercado.

Pagamento antecipado

Trabalhe com um sistema de pagamento no qual o cliente pague uma parte na assinatura do contrato e o restante seja quitado no dia do ensaio ou na entrega do material finalizado.

Atenção aos descontos

É comum familiares e amigos pedirem descontos no seu serviço? Então, tenha cuidado com esses pedidos para acabar não desvalorizando a sua profissão e toda a classe de fotógrafos.

Por que pensar no orçamento dessa forma?

Como você viu, montar um orçamento de fotografia pode ser uma atividade simples até mesmo para quem está ingressando agora nessa área. Para isso, basta fazer uma pesquisa entre os profissionais que já trabalham há mais tempo e colocar as informações primordiais.

Não se esqueça, também, de deixar os seus contatos, para que o cliente possa dar um retorno. O orçamento de fotografia contribui com a imagem que você deseja transmitir para o seu público, reafirmando o quanto é um profissional sério, organizado e competente.

Gostou do post? Se você deseja continuar por dentro de mais dicas e informações, basta nos seguir nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no Pinterest e no YouTube.

Receba nossas dicas e conteúdos gratuitos diretamente em seu e-mail!




Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.